5 coisas que podem estar atrapalhando seu sono

ANÚNCIO

O sono insatisfatório afeta a maioria de nós em algum momento, mas se você está dependendo do café para passar da manhã ou se esqueceu como é acordar descansado, vale a pena descobrir por quê.

Conversamos com a Dra. Stephanie Centofanti, acadêmica de psicologia da UniSA Online, para uma visão especializada sobre os problemas mais comuns que podem afetar o seu sono (ou a falta de). Continue lendo sobre cinco fatores que podem estar interferindo entre você e sua pessoa matinal – e como você pode remediá-los.

ANÚNCIO
5 coisas que podem estar atrapalhando seu sono
Foto: (reprodução/internet)

1. Apneia do sono

A apneia do sono é uma causa comum de falta de sono. “Isso ocorre se a via aérea na parte de trás da boca entra em colapso durante a noite, fazendo com que você pare de respirar”, explica a Dra. Centofanti. “Essa obstrução faz com que os níveis de oxigênio caiam, o que o acorda brevemente para que você possa começar a respirar. Se isso acontecer muito durante a noite, pode levar a vários problemas de saúde.”

De acordo com a Dra. Centofanti, muitas vezes é o parceiro de cama de uma pessoa que percebe que algo está errado. “Alguns dos principais sinais da apneia do sono são ronco alto, sacudir-se e virar, acordar com falta de ar ou engasgar e parar de respirar durante a noite”, diz ela. “Uma pessoa com apneia do sono provavelmente se sente cansada depois de acordar e luta para permanecer acordada durante o dia.”

A solução: “Se você ou seu parceiro de cama notaram algum dos sintomas acima, é importante consultar um médico”, disse a Dra. Centofanti. “Existem várias opções de tratamento que podem melhorar muito a qualidade de vida, incluindo o tratamento com CPAP (pressão positiva contínua nas vias aéreas)”.

ANÚNCIO

Veja também: Quatro alimentos que você deve comer antes do treino – e quatro que você não deve

2. Estresse

Isso tem um grande impacto no sono – e, de acordo com a Dra. Centofanti, muitas vezes pode resultar em um ciclo problemático.

“Se tivermos hormônios do estresse elevados, isso pode tornar mais difícil para nós dormir – então, se estivermos privados de sono, isso pode tornar mais difícil para nós lidar com o estresse”, explica ela.

A solução: tente implementar uma rotina de relaxamento à noite, antes de ir para o saco. Idealmente, isso envolve fazer algo que relaxe você, como tomar um banho ou chuveiro quente, ler um livro, ouvir música ou usar um aplicativo de atenção plena. “Usar estratégias para controlar o estresse ao longo do dia também pode ser útil”, diz a Dra. Centofanti, “por exemplo, escrever listas de ‘tarefas’ para o dia seguinte para não ficar deitado na cama se estressando com o que precisa fazer amanhã. “

3. Tempo de tela

Sabemos que você já ouviu isso antes, mas vale a pena lembrar: a tecnologia pode causar estragos em seu ciclo de sono. “Estar em nossos dispositivos pode criar excitação fisiológica, tornando mais difícil para nós desacelerar”, disse a Dra. Centofanti.

“A luz brilhante emitida por telefones e tablets também pode impedir que nosso hormônio do sono melatonina seja liberado.”

A solução: a Dra. Centofanti recomenda ter uma “zona tampão” antes de dormir. Ou seja, deixar seu telefone e outros dispositivos longe, ou no modo avião, 30 a 60 minutos antes de começar a mexer. “Tente limitar o uso de telefones e tablets no quarto também”, diz ela.

4. Dieta

Você pode não perceber, mas sua dieta desempenha um papel importante na qualidade do seu sono. Comer muito antes de dormir, aqueles vinhos depois do trabalho e café e chá podem roubar seu valioso sono, diz a Dra. Centofanti.

A solução: “Evite grandes refeições perto da hora de dormir”, diz a Dra. Centofanti. “O álcool pode reduzir a qualidade do sono, então tente limitar o consumo de álcool à noite. A cafeína pode ter um efeito de alerta que dura cerca de seis horas – portanto, evite café e bebidas energéticas até seis horas antes de dormir.”

5. Exercício

Todos nós sabemos que fazer ginástica é bom para nós – mas você sabia que quando você se exercita pode realmente afetar a maneira como você dorme? “O exercício regular nos ajuda a dormir profundamente”, explica a Dra. Centofanti, “mas fazer exercícios muito perto da hora de dormir pode dificultar o sono”.

A solução: esta é simples – inclua sessões regulares de suor em sua rotina semanal, apenas certifique-se de terminar o treino pelo menos uma hora antes de dormir.

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina.

Fonte: Coach Nine

ANÚNCIO