AC/DC está de volta e com álbum novo

ANÚNCIO

Após vários dias de sugestões e teasers online, os rockeiros australianos AC/DC confirmaram seu retorno à ativa anunciando que o veterano cantor Brian Johnson, o baterista Phil Rudd e o baixista Cliff Williams voltaram à banda após vários anos de ausência.

Uma nova foto da banda mostra-os mais velhos, mas com energia, com o guitarrista principal Angus Young, agora com 65 anos, ainda arrasando com a roupa de estudante.

ANÚNCIO

O termo “Pwr Up” que aparece em vários teasers é aparentemente o título de um novo álbum, embora o anúncio oficial não diga quando isso acontecerá.

Twisted Sister Singer Dee Snider, um amigo de longa data da banda, disse durante o verão que o grupo completou um novo álbum.

Foto: (reprodução/internet)

Um retorno quase impossível

Esse retorno parecia improvável alguns anos atrás. O guitarrista Malcolm Young, líder do grupo e irmão de Angus, morreu em 2017 após anos de demência, e foi substituído pelo sobrinho Stevie Young, que completa a formação atual.

ANÚNCIO

Na última turnê do grupo em 2016, Johnson tinha efetivamente perdido sua audição (nada surpreendente depois de décadas de seu grito agudo que é sua marca registrada) e foi substituído pelo cantor do Guns N ‘Roses, Axl Rose.

Rudd foi substituído nessa viagem depois de ser considerado culpado de porte de drogas, ameaças violentas e condenado a oito meses de prisão domiciliar.

Importância de AC/DC para o rock

Formado em 1973, a influência do AC/DC nas bandas de rock desde o final dos anos 1970 não pode ser subestimada.

Sua música é rock and roll reduzida a músculos e ossos puros, como uma versão supercarregada de Chuck Berry.

Parece simples, mas não é – sua franqueza melódica cria ganchos indeléveis que são tão diretos quanto seus títulos: ‘Back in Black‘, ‘Highway to Hell‘, ‘It’s a Long Way to the Top (If You Wanna Rock and Roll) ‘, e seu maior sucesso,’ You Shook Me All Night Long‘.

Leia mais: Billboard Music Awards 2020: Post Malone, Lil Nas X e Billie Eilish são os principais indicados

Foto: (Chris Hopkins/Fairfax Media)

Suas canções foram gravadas por centenas de artistas, incluindo o Guns N ‘Roses.

O produtor Rick Rubin disse que AC/DC é sua banda favorita de todos os tempos e trouxe sua abordagem simplificada para os primeiros álbuns de hip-hop que dirigiu – LL Cool J’s Radio em 1985, Run-DMC’s Raising Hell o seguinte ano, que incluiu uma colaboração com o Aerosmith que Rubin orquestrou – mas também os álbuns de rock e pop que ele supervisionou nas décadas seguintes por artistas de Slayer a Johnny Cash, e especialmente o álbum de Tom Petty de 1994, Wildflowers.

Este ano, o grupo comemorou o 40º aniversário de seu maior álbum, Back in Black, de 1980.

Impulsionado pelos singles ‘You Shook Me All Night Long’ e pela faixa-título, o álbum vendeu mais de 50 milhões de cópias em todo o mundo.

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina.

Fonte: Celebrity Nine

ANÚNCIO