Amazon está supostamente desenvolvendo rastreador de sono equipado com Alexa

A Amazon está desenvolvendo um novo dispositivo com Alexa que pode rastrear e monitorar sinais de apneia do sono usando radar, de acordo com um novo relatório do Business Insider. 

O dispositivo do tamanho da palma da mão é supostamente projetado para sentar-se em uma mesa de cabeceira e usar um radar de ondas milimétricas para sentir sua respiração, ficando de olho nas interrupções associadas ao distúrbio do sono apneia.

Amazon está supostamente desenvolvendo rastreador de sono equipado com Alexa
Foto: (Alex Castro/ The Verge)

Nintendo também tentou lançar algo semelhante

A ideia de usar radar para monitorar o sono não é nova e pelo menos uma outra empresa de alto perfil tentou comercializar a tecnologia. Em 2014, a Nintendo anunciou um dispositivo “não usável” que poderia rastrear o sono por meio de ondas de rádio. 

No entanto, menos de dois anos depois, a Nintendo disse que não tinha certeza de que o dispositivo poderia se tornar um produto viável e nunca foi lançado. No mês passado, também vimos o OnePlus anunciar um novo conceito de telefone que usava o radar mmWave para monitorar a respiração.

Veja também: Mais recente aspirador de pó sem fio da LG se esvazia automaticamente

Mais detalhes sobre o dispositivo ainda não confirmado

O projeto da Amazon está aparentemente sendo desenvolvido sob o codinome “Brahms”, em homenagem ao compositor alemão de Lullaby, e é o trabalho de uma equipe interna da Amazon construída ao longo do ano passado. 

Em sua forma atual, o dispositivo se assemelha a uma “almofada hexagonal conectada a uma base de arame de metal”, observa o Business Insider. Junto com a apneia do sono, a Amazon planeja usar seu aprendizado de máquina e tecnologia de nuvem para entender outros distúrbios do sono.

A Amazon se recusou a comentar a existência do projeto para o Business Insider, e um porta-voz não estava imediatamente disponível para responder ao pedido do The Verge para comentar.

Se preciso, Brahms representa o mais recente avanço da Amazon em tecnologia de saúde. No ano passado, a empresa lançou seu rastreador de fitness Halo, um dispositivo vestível de US $ 99,99 que examina o corpo e a voz do usuário e é projetado para ajudá-lo a melhorar sua saúde. 

A Amazon enfatiza que o Halo “não é um dispositivo médico”. A empresa também lançou um serviço de Farmácia para entrega de medicamentos prescritos.

Neste ponto, é quase mais fácil listar objetos nos quais a Amazon não tentou construir seu assistente de voz. Nos últimos anos, Alexa apareceu em tudo, desde alto-falantes (obviamente) a óculos, anéis e até microondas. 

Em breve, poderemos adicionar um rastreador de sono a essa lista.

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina.

Fonte: The Verge e Business Insider