Apple cria secretamente seu próprio mecanismo de pesquisa

ANÚNCIO

A Apple pode estar trabalhando em seu próprio mecanismo de busca, um movimento despercebido que ocorreu em meio ao calor dos problemas antitruste contra o Google.

De acordo com o Financial Times, o iOS 14 mostrou como a Apple reforçou seu próprio mecanismo de busca. Um dispositivo iPhone ou iPad atualizado com iOS 14 exibe um novo recurso na tela inicial da Apple. É uma caixa de pesquisa que agora exibe os próprios resultados de pesquisa da Apple, uma função nunca antes vista.

ANÚNCIO

Caixa de pesquisa da Apple

O recurso mostra especificamente como a tela inicial do iPhone responde quando os usuários digitam suas consultas de pesquisa. Em vez de passar por outro mecanismo, o dispositivo da Apple exibia seus próprios resultados de pesquisa e ia diretamente para os sites.

As mudanças nos mecanismos de busca do iPhone que vieram junto com a atualização do iOS 14, se somaram aos rumores de que a Apple poderia estar trabalhando em seu próprio mecanismo de busca. A Apple contratou engenheiros de busca recentemente.

Boatos surgiram na internet quando surgiram notícias de que o gigante da tecnologia aumentava a atividade do rastreador da Apple. O aumento dessa atividade pode resultar na geração de material online.

ANÚNCIO

O relatório explicou ainda que a suposta iniciativa da Apple de desenvolver seu próprio mecanismo de busca é sua resposta inicial à batalha antitruste do Google.

Apple cria secretamente seu próprio mecanismo de pesquisa
Foto: (Firmbee/Pixabay)

Leia mais: Google corrige problemas do Microsoft Office e remove restrições de edição da Web

Google enfrenta processo

O Google supostamente enfrenta um caso movido pelo Departamento de Justiça. Os reguladores dos EUA acusaram a empresa de abusar de sua posição dominante no mercado.

O DOJ alegou que o Google monopolizou o espaço de negócios de busca. O departamento governamental descreveu o ato da empresa como conduta anticompetitiva.

O Google paga à Apple US $ 8-12 bilhões por ano para que ele seja o mecanismo de busca padrão em todos os dispositivos iOS. O referido acordo levantou preocupação dos reguladores antitruste, descrevendo o acordo para sufocar a concorrência.

Em um comunicado divulgado ao público, o DOJ disse que os acordos existentes da Apple com o Google criam uma barreira significativa para a entrada e expansão de rivais. O acordo afeta a competição entre os mecanismos de pesquisa para celular.

Relatórios dizem que se o boato de que a Apple está trabalhando em seu próprio mecanismo de busca, isso poderia intensificar os esforços da empresa com sede em Cupertino para vencer o Google em seu próprio jogo. Pessoas da indústria disseram que a capacidade de busca na web da Apple poderia ser a base para um ataque mais completo contra o Google.

Tim Cook em 2014 descreveu o modelo de negócios do Google de tal forma que, quando um serviço online é gratuito, você não é o cliente, você é o produto. Ele acrescentou que a Apple acredita que uma ótima experiência do consumidor não deve ocorrer às custas da privacidade do cliente.

O CEO da Apple referiu-se a como o Google lida com os dados do cliente comparando-os com a forma como a Apple prioriza a privacidade dos dados do cliente.

Apple e Google no mesmo barco

Por outro lado, o Google não é o único lutando uma batalha antitruste no momento. A Apple também enfrenta o mesmo desafio que a Forbes descreve como aquele que pode mudar o cenário digital.

A fabricantes de jogos, Epic Games, recentemente processou a Apple por violações antitruste. A empresa decidiu abrir um processo após a Apple recusar o jogo Fortnite da App Store.

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina.

Fonte: Tech Times

ANÚNCIO