Google se desculpa por microfone ‘secreto’ em sistema de alarme

RIO — A surpresa veio no início do mês, quando a Google anunciou que o sistema de segurança Nest Secure receberia uma atualização para receber a função Google Assistente, ativada por comando de voz. Ela está presente em vários produtos, como TVs, alto-falantes e smartphones. O problema com o Nest Secure é que, até então, os donos não haviam sido informados sobre a existência de um microfone embutido.

Em resposta ao site Business Insider, um porta-voz da companhia reconheceu o “erro”:

“O microfone embutido nunca foi pensado para ser um segredo e deveria estar listado nas especificações”, afirmou a companhia. “Isso foi um erro da nossa parte”.

Segundo o comunicado, “o microfone nunca foi ligado e só é ativado quando os usuários optarem”. A alegação é que o microfone foi incluído no equipamento pensando na possibilidade de novas ferramentas de segurança, como a detecção do som de vidros quebrando”.

Apesar de a empresa negar que os microfones secretos estivessem ativados, a notícia é preocupante para os consumidores. Na rival Amazon, o microfone da assistente Alexa já se envolveu em algumas polêmicas, como o envio de conversas privadas para contatos aleatórios. Já a Google se envolveu em escândalo de privacidade pelos carros do Street View coletarem, “acidentalmente”, dados de redes de Wi-Fi não seguras.

Powered by WPeMatico