Pandemia: descubra como estão acontecendo os treinos coletivos de futebol e planejamento para o retorno

ANÚNCIO

A crise mundial acarretada pela pandemia do novo coronavírus paralisou o país. Quando as medidas de segurança foram decretadas para conter a doença, grandes campeonatos de futebol como o Carioca e o Paulista estavam em andamento. Os clubes então pararam os seus jogos esperando tão logo retornarem.

Com a intensificação do isolamento social em muitas regiões do Brasil, os treinos coletivos nos centros de treinamentos dos clubes foram suspensos. Esses treinos acontecem para que os atletas possam simular jogos reais e manter o condicionamento físico.

ANÚNCIO

Aos poucos, para manter a rotina de exercícios físicos a distância, muitos clubes aderiram aos treinos individuais e por videoconferência. Atualmente existe o debate para o retorno dos treinos em campo em muitos clubes, mas para isso outras medidas precisariam ser seguidas para atender as recomendações das autoridades de saúde frente ao vírus.

Pandemia: descubra como estão acontecendo os treinos coletivos de futebol e planejamento para o retorno
Fonte: reprodução/internet

Descubra como estão acontecendo os treinos coletivos e qual os possíveis cenários para o retorno dos principais campeonatos de futebol.

Como estão acontecendo a maioria dos treinos coletivos entre os clubes no Brasil

Em meados de março a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a pandemia de coronavírus, de lá para cá muito da rotina do mundo se alterou. No Brasil, os clubes de futebol estavam jogando os seus campeonatos estaduais que foram suspensos.

ANÚNCIO

Os treinos coletivos que costumam acontecer em seus próprios Centros de Treinamento (CT) passaram a acontecer na maioria dos times por videoconferência, reunindo- se com seus respectivos técnicos, no intuito de prosseguir cumprindo a agenda. Muitos exercícios são feitos on-line de maneira alternada de acordo com recomendações de preparadores físicos.

Esses treinos alternados que foram adotados pelos clubes procuram manter a boa forma física dos atletas, já que uma partida de futebol exige muito de cada jogador. O ex-preparador físico do Grêmio Rogério Dias acredita que os times terão um baixo rendimento em suas temporadas.

Os treinos alternados são importantes, mas não conseguem suprir os treinos intensos que acontecem em pré-temporadas para a grandes competições, provavelmente isso afetará no retorno das partidas.

Pandemia: descubra como estão acontecendo os treinos coletivos de futebol e planejamento para o retorno
Fonte: reprodução/internet

O futuro dos treinos e dos campeonatos

A retomada das atividades de treinos coletivos é aguardada pelos clubes e seus dirigentes. Muitos clubes já estão montando os seus esquemas de retorno para o mês de junho, mesmo diante do cenário em que os estados estão intensificação reforçando o isolamento social.

A Federação Paulista de Futebol (FPF) que é a responsável por organizar os campeonatos do estado de São Paulo já entraram com pedido ao governo para autorização do retorno dos treinos coletivos no dia 15 de junho. Já alguns times cariocas vão muito além da liberação dos treinamentos, já ensaiam o retorno do campeonato carioca, mesmo que os estádios estejam vazios para as partidas.

O certo é que a maioria dos clubes de futebol pretendem retornar suas atividades coletivas ainda este mês e muitos já iniciaram seus planejamentos para tal. Flamengo, Vasco e Internacional, são alguns dos clubes da série A do Campeonato Brasileiro que já retornaram os seus treinos em CT. Ainda assim, existem impasses entre os clubes do país quanto ao assunto.

Recomendações da CBF e dos órgãos de saúde

Com o cenário de retorno dos treinos físicos a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) preparou um documento voltado para orientar e acompanhar os jogadores na tentativa de evitar o risco de contaminação. Para isso será necessário seguir com veemência os protocolos de segurança entre os atletas e todos os funcionários dos clubes.

O documento reconhece que cada clube deverá se adequar as suas dificuldades para alcançar o objetivo. São 5 as fases recomendadas para o retorno progressivo:

Os clubes ainda precisam está alinhados com as recomendações de medidas de segurança dos órgãos de saúde para os treinos coletivos e futuro retorno dos campeonatos, mesmo que sem torcida nos estádios.

Devem ser seguidas as medidas de segurança epidemiológica, como constante testes de temperatura, exames para detectar contaminação pelo vírus, uso de máscaras, higiene constante das mãos e dos equipamentos de treinamento e distância mínima de pelo menos 1 metro.

Essas recomendações valem para todos os funcionários que participam de treinos e no futuro das partidas de futebol em estádio. Mesmo sem data para retorno das competições, os treinos coletivos serão o primeiro teste para acompanhar de perto como os clubes colocarão em práticas as medidas de segurança como elemento primordial em defesa da vida.

ANÚNCIO