Energia solar atinge custos historicamente baixos

ANÚNCIO

Em algumas partes do mundo, a energia solar é agora a fonte de eletricidade mais barata da história, graças a políticas que incentivam o crescimento da energia renovável.

Isso é de acordo com um novo relatório divulgado hoje pela Agência Internacional de Energia (IEA).

ANÚNCIO

Energia solar é grátis, mas a tecnologia necessária para transformá-la em eletricidade utilizável pode ser cara.

Para incentivar mais pessoas e empresas a mudar para a energia solar, os países podem ajustar suas políticas para tornar a compra desse equipamento mais acessível.

Hoje, mais de 130 países têm políticas que reduzem o custo de construção de novas instalações solares.

ANÚNCIO

Este é o primeiro ano em que a IEA levou essas políticas em consideração ao calcular o custo da energia solar em seu relatório anual World Energy Outlook.

Depois de fazer isso, suas estimativas do custo da energia solar caíram entre 20% a 50% por região em comparação com o ano passado, de acordo com relatório da Carbon Brief.

Foto: (Manuel Romano/ NurPhoto/ Getty Images)

Veja mais: Tesla de Elon Musk tem novo possível rival que você provavelmente conhece

A energia solar veio para ficar

Solar está a caminho de se tornar “o novo rei do fornecimento de eletricidade”, diz o relatório, à medida que os preços continuam caindo.

Espera-se que domine cada vez mais o mercado na próxima década, impulsionado pelos esforços globais para enfrentar as mudanças climáticas.

A UE, por exemplo, estabeleceu uma meta de originar 32% de sua energia de fontes renováveis ​​até 2030.

Na maioria dos países do mundo, é consistentemente mais barato construir fazendas solares do que novas usinas movidas a carvão ou gás, diz o relatório.

Para projetos solares em escala de utilidade concluídos este ano, o custo médio de geração de eletricidade durante a vida útil da usina (chamado de custo nivelado de eletricidade) foi entre US $ 35 a US $ 55 por megawatt-hora em alguns dos maiores mercados do mundo – os EUA, Europa, China e Índia.

Há apenas quatro anos, o custo nivelado médio global da energia solar era de US $ 100 por megawatt-hora, de acordo com o Fórum Econômico Mundial. Cerca de uma década atrás, era $ 300.

A previsão para a energia solar no futuro é ensolarada

O custo do carvão, em comparação, atualmente varia entre cerca de US $ 55 e US $ 150 por megawatt-hora, de acordo com o novo relatório da IEA – quase o mesmo de onde esteve por mais de uma década.

E a indústria do carvão está em declínio, apesar dos esforços dos EUA do governo Trump para sustentá-la. Globalmente, o uso de carvão provavelmente não voltará aos níveis pré-pandêmicos, mesmo que a economia se recupere no próximo ano, prevê a AIE.

A demanda de eletricidade está baixa agora por causa da pandemia, mas a AIE espera que o apetite das pessoas por eletricidade possa se recuperar rapidamente assim que a pandemia estiver sob controle e a economia se recuperar.

Também antecipa um futuro onde a energia solar continua a crescer em velocidades recordes para atender às demandas crescentes dos consumidores.

“A boa notícia sobre isso é que a tecnologia solar continua a melhorar, e a inovação continua a reduzir esses custos”, diz Wanner.

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina

Fonte: The Verge

ANÚNCIO