Hugh Grant revela sua única condição para fazer sequência de Um Lugar Chamado Notting Hill

ANÚNCIO

Hugh Grant refletiu sobre sua experiência de trabalhar em comédias românticas de sucesso, e o que seria necessário para ele voltar para uma sequência.

O ator de Notting Hill, 60, admitiu que revisitaria uma reinicialização de Notting Hill, se o filme conseguisse explorasse a vida além do “final feliz”.

ANÚNCIO

“Eu gostaria de fazer uma sequência de uma de minhas próprias comédias românticas, que mostre o que aconteceu depois que esses filmes terminaram”, brincou Grant, através da página da HBO no Twitter. “Realmente, para provar a terrível mentira que todos eles eram, que foi um final feliz.”

Hugh Grant revela sua única condição para fazer sequência de Um Lugar Chamado Notting Hill
Foto: (reprodução/internet)

A estrela de The Undoing disse: “Eu gostaria de me casar com Julia e o divórcio horrível que se seguiu com advogados muito caros, crianças envolvidas em um punhado de amor, torrentes de lágrimas. Psicologicamente marcado para sempre. Adoraria fazer aquele filme.”

Veja também: Michael Keaton diz que foi o melhor Batman

ANÚNCIO

O clássico da comédia romântica

Grant estrelou ao lado de Julia Roberts na comédia romântica de 1999. O filme contava a história de amor de William Thacker interpretado por Grant, que era dono de uma pequena livraria e se apaixonou perdidamente pela personagem de Roberts, Anna Scott, que era uma estrela de cinema de Hollywood.

Hugh Grant revela sua única condição para fazer sequência de Um Lugar Chamado Notting Hill
Foto: (Universal Pictures)

O ator ficou conhecido por sua participação em uma série de comédias românticas em sua carreira. Ele estrelou em Quatro Casamentos e Um Funeral (1994), O Diário de Bridget Jones (2001), Simplesmente Amor (2003) e Letra e Música (2007).

Ele agora assumiu um desafio diferente, estrelando ao lado de Nicole Kidman no drama da HBO, The Undoing. “É um alívio. Não posso te dizer”, disse Grant a repórteres em uma turnê de imprensa da Television Critics Association em janeiro, via TV Guide.

“Richard Curtis, que escreveu todas aquelas comédias românticas, fez muito – sempre o fazia rir que as pessoas pensavam que eu era um inglês bom e público, porque ele sabia que exatamente o contrário era verdade. É muito bom estar mais perto para casa.”

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina.

Fonte: Celebrity Nine e TV Guide

ANÚNCIO