Conheça a ilha que está reabrindo apenas para pessoas que tiveram coronavírus

ANÚNCIO

Águas turquesa, praias de areia dourada, golfinhos nadando preguiçosamente na costa.

O arquipélago de Fernando de Noronha na costa do Brasil, é um dos destinos mais bonitos do mundo

ANÚNCIO

E agora está aberto para viajantes novamente – mas com uma pegada inesperada. Você só pode ir se mostrar que teve COVID-19.

Conheça a ilha que está reabrindo apenas para pessoas que tiveram coronavírus
Praia do Sancho em Fernando de Noronha, Brasil. Foto: (CNN)

Fernando de Noronha, onde fica a Baía do Sancho, foi eleita a melhor praia do mundo pelo Trip Advisor’s Traveler’s Choice Awards deste ano.

A reabertura está programada para a próxima semana, segundo autoridades de Pernambuco.

ANÚNCIO

“Para pousar no arquipélago, o turista precisará apresentar resultado de PCR positivo com no mínimo 20 dias, ou resultado de sorologia que mostre a presença de anticorpos contra COVID”, diz seu administrador, Guilherme Rocha, disse uma entrevista coletiva na quinta-feira.

Conheça a ilha que está reabrindo apenas para pessoas que tiveram coronavírus
A ilha será reaberta apenas para pessoas que tiveram coronavírus. Foto: (Getty Images/iStockphoto)

Leia mais: É seguro correr ao ar livre durante o surto de coronavírus?

Durante a entrevista coletiva, Rocha não explicou explicitamente por que o Brasil aceitaria apenas turistas que já haviam contraído a doença.

Um teste de PCR mostra se alguém tem o vírus; o teste sorológico mostra se o corpo já desenvolveu anticorpos para o coronavírus.

Pandemia causou impacto no turismo de Fernando de Noronha

Fernando de Noronha, um grupo de 21 ilhas vulcânicas, está fechado para turistas desde meados de março por causa da pandemia.

No dia 31 de julho, ele foi reaberto apenas para pessoas que moram lá e pesquisadores locais.

O arquipélago é um parque nacional e um dos pontos turísticos mais visitados do Brasil. No ano passado, recebeu 106 mil turistas, 90% dos quais brasileiros.

O parque nacional foi declarado Patrimônio Mundial da UNESCO em 2001.

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina.

Fonte: Travel Nine

ANÚNCIO