Jackie Chan explica por que não faz mais filmes americanos com muita frequência

ANÚNCIO

Quando o ator chinês foi apresentado ao público ocidental nos anos 80, ele abriu caminho para algumas franquias enormes entre os filmes A Hora do Rush, os filmes de Xangai ao lado de Owen Wilson e o remake de Karate Kid de 2010. Mas hoje em dia, o homem de 66 anos se mantém discreto… em Hollywood, pelo menos.

Nos últimos anos, Jackie Chan voltou a fazer mais filmes chineses, como um novo lançamento chamado Tales of the Shadowhunter. O ator tem a rara oportunidade de flutuar entre duas indústrias cinematográficas, mas há razões específicas pelas quais o artista marcial e o ator não fazem tantos filmes americanos.

ANÚNCIO

Em suas palavras ao site brasileiro Filmelier: “Quero ter certeza de que todos os anos o público poderá ver muitos lados diferentes de Jackie Chan. Gostaria que o público me considerasse um ator capaz de fazer ação, não apenas uma estrela de ação. Eu não gosto de me repetir.”

Jackie Chan explica por que não faz mais filmes americanos com muita frequência
Foto: (reprodução/internet)

Parece que Jackie Chan se viu preso quando se tratava de papéis de ação em Hollywood. Ele gosta de assumir papéis diferentes, e passar para as produções chinesas deu-lhe isso. É verdade, aqui vemos Chan como uma estrela de ação amada mais do que qualquer outra coisa, e pode não ser fácil para o ator encontrar filmes completamente diferentes para fazer.

Leia também: Isabelle Fuhrman está voltando para interpretar Esther em prequela de A Órfã

ANÚNCIO

Mais sobre a carreira de Jackie Chan

Em seu último filme chinês, o ator interpreta Pu Songling, um verdadeiro escritor chinês da Dinastia Qing. Jackie Chan chega a fazer parte de um conto de fantasia no cinema estrangeiro, ou seja, levar o filme biográfico em um lugar completamente diferente do que se poderia esperar. Chan disse que depois de Karate Kid, levou sete anos para escolher outro filme de Hollywood com o thriller de ação de 2017 com Pierce Brosnan, The Foreigner.

Jackie Chan disse que recebeu muitos roteiros ao longo dos anos, mas os papéis são sempre para um “policial de Hong Kong”. Ele diz que nunca saiu da América, simplesmente não conseguia “encontrar o roteiro certo”. Agora, ele sente que alcançou as ambições que se propôs a fazer como ator em termos de trabalho no espaço de ação e espera papéis mais dramáticos em seu futuro.

O ator pode supostamente voltar às suas raízes de Hollywood ao se reunir com Chris Tucker em A Hora do Rush 4 e, aparentemente, retornar para o Shanghai Dawn com Owen Wilson. Com isso dito, esses projetos foram anunciados, mas não fizeram grandes progressos no desenvolvimento.

Claro, seria divertido ver Chan fazer uma participação especial na popular série da Netflix, Cobra Kai, e fazer mais filmes de ação como Velozes e Furiosos. Mas também esperamos um trabalho dramático dele! Sim, tire uma joia sem cortes, Chan! Estamos prontos.

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina.

Fonte: Cinema Blend

ANÚNCIO