Kim Kardashian está congelando suas contas do Instagram e Facebook por um dia em protesto

ANÚNCIO

Kim Kardashian West – uma das usuárias mais populares do Instagram – não postará em sua conta por 24 horas para protestar contra o Facebook.

A estrela e magnata dos reality shows tuitou seus planos de congelar as contas do Instagram e do Facebook amanhã porque ela não pode “ficar sentada e calada enquanto essas plataformas continuam permitindo a propagação do ódio e desinformação.”

ANÚNCIO

Ela está participando de uma planejada semana de ação organizada pela Stop Hate For Profit, uma coalizão dedicada a responsabilizar as empresas de mídia social pelo ódio em suas plataformas. Outras celebridades, incluindo Kate Hudson e Sacha Baron Cohen, também participarão.

“A desinformação compartilhada nas redes sociais tem um sério impacto em nossas eleições e prejudica nossa democracia”, tuitou Kardashian, pedindo às pessoas que se juntassem a ela para encerrar o dia no Facebook e Instagram.

Kim Kardashian está congelando suas contas do Instagram e Facebook por um dia em protesto
Foto: (reprodução/internet)

Leia mais: Charli D’Amelio juntou-se ao aplicativo Triller, rival do TikTok

Uma coalizão de organizações de direitos civis, Stop Hate for Profit inclui a Liga Antidifamação, a NAACP e a Color of Change. Eles revelaram sua campanha pela primeira vez em 17 de junho, pressionando os anunciantes a abandonar o Facebook até que a plataforma se comprometa a cumprir seus objetivos de direitos civis.

ANÚNCIO

A campanha resultou na Coca-Cola, Microsoft e Starbucks retirando seus anúncios do Facebook da plataforma.

Stop Hate For Profit publicou uma lista de recomendações para o Facebook, incluindo o envio de dados sobre ódio baseado em identidade e desinformação para auditores terceirizados e publicação desses resultados.

O grupo também quer que o Facebook crie um mecanismo interno para sinalizar automaticamente conteúdo odioso em grupos privados e remover grupos focados na supremacia branca, milícia e anti-semitismo, entre outros tópicos.

Embora o boicote de anúncios deste verão não tenha afetado os resultados financeiros do Facebook – ele aumentou sua receita no último trimestre, de acordo com seu relatório de lucros mais recente – a Stop Hate For Profit parece estar fazendo incursões aumentando a conscientização e recrutando marcas de renome e pessoas, como Kim Kardashian, para compartilhar suas mensagens.

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina.

Fonte: The Verge

ANÚNCIO