Mais da metade dos americanos recorreram a videogames durante lockdown

Com 2020 consumido quase inteiramente pela pandemia Covid-19, mais da metade dos residentes dos Estados Unidos se voltaram para os videogames para preencher o tempo

De acordo com o ano de 2020 em análise da empresa Nielsen SuperData, 55% das pessoas começaram a jogar videogames – por causa do tédio, para escapar do mundo real, para se socializar – durante a primeira fase de lockdowns.

Mais da metade dos americanos recorreram a videogames durante lockdown
Foto: (reprodução/internet)

Leia mais: Robert Rodriguez diz que Pequenos Grandes Espiões é um grande sucesso para Netflix e há notícias sobre a sequência

Entretenimento sofreu mudanças mais significativas

Os dados apontam para uma mudança maior no entretenimento. Cinemas, esportes, peças de teatro e muito mais têm sido em grande parte inacessíveis, se não totalmente perigosos para a saúde pública.

Assim como o streaming, tanto da Twitch quanto da Netflix, se tornou uma grande fonte de entretenimento, o mesmo aconteceu com os jogos – especialmente para adultos. 

De acordo com a SuperData, 66% dos consumidores de 18 a 24 anos jogaram mais jogos de console, enquanto 60% jogaram mais títulos móveis. Não é novidade que os compradores também tenderam para as compras digitais.

SuperData relata que 27% das pessoas – cerca de 1 em cada 4 – jogaram para se manter em contato umas com as outras. 

Em 2020, jogos como Animal Crossing: New Horizons e Among Us tornaram-se marcos culturais. Animal Crossing foi o sucesso na pandemia inicial, enquanto Among Us tinha quase meio bilhão de jogadores apenas em novembro. 

Políticos como Joe Biden e Alexandria Ocasio-Cortez capitalizaram sua popularidade para aumentar a conscientização para a eleição presidencial do ano. Até o Pokémon Go conseguiu se adaptar à pandemia e crescer 39% ano após ano, graças às atualizações da Niantic.

Com o desaparecimento dos espaços físicos, os videogames se tornaram um dos poucos lugares para as pessoas passarem o tempo juntas – fosse para curtir shows virtuais no Fortnite, aprender a votar ou simplesmente passear. 

A SuperData estima que apenas os jogos digitais arrecadaram US $ 126,6 bilhões ao longo do ano. Os números podem não disparar este ano tanto quanto em 2020, mas a SuperData prevê que “os hábitos de longo prazo formados durante o lockdown vieram para ficar”.

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina.

Fonte: The Verge