Mariah Carey oferece trailer do “Especial Mágico de Natal” para a Apple TV +

A primeira olhada no Especial de Natal de Mariah Carey já foi lançada, já que o trailer e a arte principal do evento de 4 de dezembro para a Apple TV + foi revelado hoje.

O show contará com Carey com Tiffany Haddish, Billy Eichner, Ariana Grande, Jennifer Hudson, Snoop Dogg, Jermaine Dupri, Misty Copeland e Mykal-Michelle Harris, bem como os gêmeos de nove anos de Carey, filho Moroccan e filha Monroe.

Foto: (reprodução/internet)

Leia também: Gigi Hadid compartilha novas fotos com a filha se preparando para seu primeiro Natal

Saiba mais sobre a história do especial

O especial encontra o mundo diante de uma crise de comemoração do feriado, que o Pólo Norte sabe que apenas uma pessoa pode resolver: a grande amiga do Papai Noel, Mariah Carey. Combinando apresentações musicais, dança e animação, o show tem Carey salvando o dia.

A trilha sonora e o novo videoclipe de “Oh Santa!”, Co-escrito por e apresentando Carey tocando com Ariana Grande e Jennifer Hudson, será distribuído pela Sony Music e lançado na Apple Music e outras plataformas de streaming em 4 de dezembro.

A trilha sonora que acompanha o especial incluirá Snoop Dogg e Jermaine Dupri como convidados musicais adicionais, além de uma nova versão de “Sleigh Ride”. A trilha sonora estará disponível exclusivamente no Apple Music 4 de dezembro, e todas as outras plataformas em 11 de dezembro.

O serviço de assinatura Apple TV + está disponível no iPhone, iPad, Apple TV, iPod touch, Mac, smart TVs Samsung, LG, Sony e VIZIO, dispositivos Amazon Fire TV e Roku, consoles PlayStation e Xbox.

Carey é a artista feminina mais vendida de todos os tempos, com mais de 200 milhões de álbuns vendidos até o momento e 19 singles #1 da Billboard Hot 100 (18 escritos por ela mesma), mais do que qualquer artista solo na história. Ela publicou recentemente seu livro de memórias, The Meaning of Mariah Carey, que estreou em #1 na lista de Best Seller do New York Times.

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina.

Fonte: Deadline