Montreal se prepara para o lançamento de “Tenet” com protocolos para COVID

ANÚNCIO

Quebec foi a província canadense mais atingida pelo COVID-19, mas, ao contrário da Califórnia e de Nova York, os cinemas foram autorizados a abrir em Montreal a partir de 3 de julho.

Vince Guzzo, presidente e CEO da Cinémas Guzzo, estava aguardando ansiosamente o lançamento de “Tenet” de Christopher Nolan.

ANÚNCIO

Guzzo tem 10 multiplexes na área metropolitana de Montreal, mas não houve muitos produtos novos para exibir.

“De repente, estou perdendo mais dinheiro do que quando estava fechado”, diz Guzzo. Antes do COVID, ele estava aberto sete dias por semana com cinco shows por dia, e isso não mudou.

Enquanto espera por seus grandes lançamentos de estúdio, Guzzo tem apresentado filmes de animação, principalmente da França.

ANÚNCIO

Ele também encontrou pequenos filmes de terror como “A Paróquia”, que geraram alguma receita, mas nenhum como “Mulan” ou “Tenet”, ou como os sucessos de bilheteria de Hollywood teriam em um verão normal.

(Créditos: Melinda Sue Gordon)

Com “Mulan” indo para a Disney Plus, Guzzo disse: “O fato de que o filme mudou, há muito a dizer sobre o que eles [Disney] pensam do filme”.

A preparação para o lançamento do filme

Mas Guzzo está pronto para “Tenet” estrear em 27 de agosto em suas 151 telas. As diretrizes do COVID significam que os cinéfilos devem usar máscara no shopping, mas uma vez dentro do auditório, não há obrigação.

“Eles podem comer pipoca, refrigerante e comer o que quiserem. Se eles se levantarem e forem ao banheiro, eles têm que colocar uma máscara. ”

Em termos de assento seguro e distanciamento social, suas fileiras têm 48 polegadas de distância. “As pessoas podem se sentar em todas as fileiras, mas você tem que estar a dois lugares de qualquer grupo familiar que não seja o seu.”

Os teatros são limitados a 50 pessoas por auditório. “Isso significava que nossos auditórios menores tinham 50% da capacidade e os maiores, 12%”, diz ele.

Guzzo planeja estourar “Tenet” em tantas telas quanto possível. “Em um complexo de 18 telas, eu normalmente teria um filme assim em duas telas IMAX. Duas telas em francês e duas em inglês – seis no total. Para “Tenet”, posso ir até nove telas. Ou 12. ”

Ele também pretende espaçar as projeções, não apenas para desinfetar o auditório [por meio da limpeza eletrostática], mas para evitar aglomerações no saguão.

Além disso, ele espera atrair o público com filmes como “Bob Esponja: Sponge on the Run” e “Unhinged”, estrelado por Russell Crowe.

“Isso é muito significativo”, ressalta Guzzo sobre a vantagem que o Canadá terá sobre os Estados Unidos no que diz respeito a certos títulos.

“É uma grande conquista podermos conversar com a Warner Bros. e a Paramount e fazê-los lançar esses títulos no Canadá primeiro. Isso significa que um não impede o outro. ”

Se a incerteza da pandemia persistir, Guzzo prevê que se torne a norma onde outros países verão um filme antes dos Estados Unidos.

“Mas, apenas nos grandes títulos. Não vejo isso acontecendo com títulos mais ou menos. Se o filme for destruído pela crítica, acho que os estúdios evitarão que o filme seja entregue a pessoas e países antes do tempo. ”

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina.

Fonte: Variety

ANÚNCIO