Oscar publica novos padrões de diversidade e inclusão para a categoria de Melhor Filme

ANÚNCIO

Ainda não se sabe como serão os próximos Oscars no clima atual, mas como dizem no show biz, o show deve continuar.

Além de adiar o evento cinematográfico de 2021 por dois meses, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (AMPAS) anunciou novos padrões de representação e inclusão para sua categoria de Melhor Filme.

ANÚNCIO
Oscar publica novos padrões de diversidade e inclusão para a categoria de Melhor Filme
Foto: (reprodução/internet)

#OscarsSoWhite

A cerimônia anual foi criticada por falta de diversidade no passado, com a hashtag #OscarsSoWhite sendo tendência no Twitter em 2015, depois que apenas duas pessoas de cor foram indicadas nas categorias principais.

Desde então, a Academia lançou uma nova iniciativa – Academy Aperture 2025 – em uma tentativa de aumentar seus esforços para promover a inclusão na indústria do entretenimento e aumentar a representação entre seus membros e a comunidade cinematográfica em geral.

Como parte da iniciativa, os governadores da academia DeVon Franklin e Jim Gianopulos lideraram uma força-tarefa para desenvolver as novas diretrizes, que são baseadas em um modelo inspirado nos Padrões de Diversidade do British Film Institute (BFI).

ANÚNCIO

“A abertura deve se alargar para refletir nossa população global diversificada tanto na criação de filmes quanto nas audiências que se conectam com eles”, disse o presidente da Academia, David Rubin, e a CEO da Academia, Dawn Hudson.

Oscar publica novos padrões de diversidade e inclusão para a categoria de Melhor Filme
Foto: (reprodução/internet)

Veja mais: Trailer para novo filme de James Bond, No Time To Die, é lançado

Como vai funcionar?

Embora o cumprimento dos padrões de equidade não seja obrigatório para a qualificação na categoria Melhor Filme até 2024, para o 94º (2022) e 95º Oscar (2023), o envio de um formulário confidencial de Padrões de Inclusão da Academia será obrigatório.

A partir da 96ª cerimônia, um filme deve atender a dois de quatro desses critérios se seus criadores quiserem ter uma chance de ser indicado.

As quatro categorias compreendem: representação na tela, temas e narrativas; liderança criativa e equipe de projeto; acesso e oportunidades da indústria e desenvolvimento de público.

Sob essas quatro seções estão descrições do que elas implicam, listando tudo, desde garantir que pelo menos um dos atores principais seja de um grupo racial ou étnico sub-representado, até o fornecimento de aprendizagens remuneradas, oportunidades de treinamento e trabalho para grupos sub-representados.

Você pode encontrar a lista completa de critérios no site do Oscar.

Oscar 2020 fez história

A notícia segue o diretor Bong Joon-ho fazendo história no Oscar de 2020, quando seu filme sul-coreano Parasita se tornou o primeiro filme em idioma diferente do inglês a receber o prêmio de Melhor Filme.

Ele também conquistou o prêmio de Melhor Diretor e Melhor Roteiro Original por seu trabalho.

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina.

Fonte: LAD Bible

ANÚNCIO