Space X traz de volta vinho Bourdeaux após um ano de envelhecimento no espaço

É hora de vinho! A Space X finalmente pôs um fim à jornada espacial de 12 garrafas de vinho francês Bordeaux e centenas de fragmentos de videiras que percorreram o espaço por um ano inteiro. 

A Estação Espacial Internacional trouxe de volta estes produtos da vinícola na última terça-feira à Terra, após um processo de envelhecimento fora deste mundo.

Space X traz de volta vinho Bourdeaux após um ano de envelhecimento no espaço
Foto: (reprodução/internet)

Como relatado pelo Irish Examiner, as doze garrafas de vinho foram entregues ao espaço em novembro de 2019 através de um navio de abastecimento Northrop Grumman. 

Além disso, 320 fragmentos de videira Merlot e Cabernet Sauvignon, também conhecidos como canas na indústria vinícola, foram entregues pela SpaceX em março passado.

Até agora, apenas SpaceX é capaz de devolver os itens do espaço de volta à Terra totalmente intacto. Outras cápsulas de carga têm a possibilidade de queimar os carregamentos ao entrar de volta à atmosfera terrestre. Em um tweet da SpaceX, o transporte de carga foi confirmado para voltar à Terra.

Space X traz de volta vinho Bourdeaux após um ano de envelhecimento no espaço
Foto: (reprodução/internet)

Processo de envelhecimento do Bordeaux Wine Space

HuffPost observa que as 12 garrafas de vinho cuidadosamente prensadas têm estado orbitando o laboratório no espaço com precaução e cuidado extras. 

Cada garrafa é colocada dentro de um barril de aço para evitar que se quebre ou vaze. Ela permaneceu arrolhada enquanto circulava no espaço. 

Foi a ideia da Space Cargo Unlimited, uma empresa luxemburguesa que colocou o vinho no espaço e permitiu que ele envelhecesse por até um ano inteiro. 

Para alguns, foi uma ideia ridícula, mas para muitos, foi brilhante e inovadora. Como a SpaceX devolveu os vinhos bem envelhecidos à Terra, eles ainda terão que se estabelecer por quase um mês. Assim, nenhuma destas garrafas será aberta para degustação até fevereiro. 

Quando as garrafas de vinho estiverem prontas, a empresa abrirá uma ou duas garrafas para a primeira degustação intergaláctica de vinhos em Bordeaux, onde alguns dos maiores conhecedores e especialistas da França estarão presentes para participar e testemunhar o evento. 

Após o evento de lançamento, vários meses de testes químicos e pesquisas virão em seguida. Pesquisadores e especialistas em vinho estão muito interessados em ver como os elementos, temperatura e ambiente no espaço mudaram a sedimentação e as bolhas do vinho.

Leia também: Elon Musk muda discurso sobre IA e diz que futuro do robô está chegando em breve!

Space X traz de volta vinho Bourdeaux após um ano de envelhecimento no espaço
Foto: (reprodução/internet)

Envelhecimento do Bordeaux Wine Space: Caminho para uma tecnologia mais inovadora da ciência agrícola

Como observado por Nicolas Gaume, CEO e co-fundador da empresa através do NY Post, o principal objetivo da experiência do vinho espacial é ter inovações na ciência agrícola, embora ele admita que ser capaz de provar alguns goles de vinho da era espacial de fato o torna sortudo. “Nosso objetivo é enfrentar a solução de como vamos ter uma agricultura amanhã, que seja orgânica e saudável e capaz de alimentar a humanidade, e pensamos que o espaço tem a solução”.

Devido à mudança climática, os produtos e recursos agrícolas, como uvas e outras frutas, terão que se adaptar a ambientes e condições mais severas.

Segundo ele, o objetivo da experiência feita pela Space Cargo Unlimited é ver e aprender como a sujeição de produtos agrícolas em ambientes extremos, a falta de gravidade e a falta de peso podem afetar as plantas. 

Como resultado, eles serão capazes de desenvolver tecnologia que tornará as plantas na Terra mais resistentes às condições extremas que as mudanças climáticas podem trazer.

Como um benefício adicional, ele também observa que ser capaz de sobreviver a produtos agrícolas no espaço significa que Marte e os exploradores da Lua podem ter um sabor dos prazeres que desfrutamos na Terra enquanto eles estão em sua jornada.

“Sendo francês, faz parte da vida ter boa comida e bom vinho”, acrescenta ele.

Investidores privados e outros parceiros tornaram a experiência possível. Segundo o Sr. Gaume, foi através de seus esforços que foi feita uma descoberta de vanguarda para a indústria do vinho. Quando perguntado sobre o custo do projeto, ele se recusou a fornecer mais detalhes.

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina.

Fonte: Tech Times, Irish Examiner e HuffPost