Última plataforma de gelo intacta do Canadá colapsa

ANÚNCIO

A última plataforma de gelo completamente intacta do Ártico canadense desmoronou, perdendo mais de 40% de sua área em alguns dias, no final do mês passado, disseram os pesquisadores. A Milne Ice Shelf fica na orla da Ilha Ellesmere em Nunavut.

Postando no Twitter, o Canadian Ice Service disse: “Uma grande seção do Milne Ice Shelf desabou no Oceano Ártico, produzindo uma ilha de gelo de aproximadamente 79 km². Temperaturas acima do normal, ventos e mar aberto, fazem parte da receita para quebrar a plataforma de gelo. ”

ANÚNCIO

Um tweet compartilhou imagens de satélite de 30 de julho a 4 de agosto, mostrando o colapso da plataforma de gelo, explicando que sua área foi reduzida em 43%.

Última plataforma de gelo intacta do Canadá colapsa
(Créditos: NASA/Handout)

Luke Copland, um glaciologista da Universidade de Ottawa, que estuda a plataforma de gelo de Milne, disse à Reuters: “Cidades inteiras têm esse tamanho. São grandes pedaços de gelo.”

“Esta foi a maior plataforma de gelo intacta remanescente, e está basicamente desintegrada.” acrescentou o glaciologista.

ANÚNCIO

As mudanças climáticas estão cada vez mais reais

Neste verão, as temperaturas do Ártico canadense estão 5 °C acima da média de 30 anos, disse Copland.

Isso significa que calotas polares menores estão derretendo rapidamente, pois não têm volume para permanecerem estáveis. Conforme essas geleiras desaparecem, o leito rochoso é exposto, o que então se aquece e acelera todo o processo de derretimento.

Copland disse à Reuters: “Estamos perdendo as geleiras menores dramaticamente. Você se sente como se estivesse em uma ilha afundando em busca desses recursos, e esses são grandes recursos, bem no seu jardim. ”

Ellesmere também perdeu suas duas calotas polares de St. Patrick Bay neste verão.

Mark Serreze, diretor do National Snow and Ice Data Center em Boulder, Colorado, disse à Reuters: “Nós os vimos partir, como alguém com câncer terminal. Era apenas uma questão de tempo.”

Existem mais duas calotas polares em Ellesmere – Simmons e Murray – ambas as quais Serreze prevê que terão desaparecido nos próximos 10 anos.

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina.

Fontes: LAD Bible e Reuters

ANÚNCIO