Essas são as 12 escolas mais caras do mundo

Quanto você acha que custa estudar em uma escola cara em qualquer parte do mundo? Para quem busca educação de qualidade para os pequenos, ainda em fase pré-escolar ou até o ensino médio, considere que há colégios internacionais que são verdadeiros sonho de consumo de muitos pais.

ANÚNCIO

A gente trouxe aqui 12 escolas (e tem mais algumas que serão lembradas) que possuem ferramentas e estruturas para lá de dignas. São verdadeiras cidades estudantis com suporte para os estudantes seguirem várias carreiras. Inclusive, eles costumam passar em Universidades grandes depois.

Essas são as 12 escolas mais caras do mundo
Foto: (reprodução/internet)

12 – Escola Internacional Yew Chung de Shanghai

Como o nome indica, a gente vai começar com uma escola de Shanghai, na China. Ela é nova, se comparada com as demais que virão abaixo, sendo que foi criada em 1993. Ela tem o registro de mais de 2,4 mil alunos em fase pré-escolar, o ensino secundário.

Essas são as 12 escolas mais caras do mundo
Foto: (reprodução/internet)

E aceita pessoas estrangeiras, de mais de 50 países diferentes. O campus oferece aulas e ferramentas especiais, como laboratórios, informática, músicas. O custo anual é de US$ 38 mil ou um pouco mais.

ANÚNCIO

Para quem mora na China, saiba que além da Yew Chung, a gente também tem outras escolas bem conceituadas, como é o caso da Keystone Academy, a Concordia International School Shanghai, a The Western International School of Shanghai e a Hangzhou International School.

11 – Escola Foxcroft (Estados Unidos)

É um tipo de escola bem diferente de todas que vamos citar abaixo. Por isso, vale a pena considerar ela. Mas, já vamos adiantar, para estudar lá vai ser preciso desembolsar algo como US$ 41,5 mil dólares para cada ano de estudo.

Essas são as 12 escolas mais caras do mundo
Foto: (reprodução/internet)

Fora isso, saiba que mais de 80% do corpo docente mora no próprio campus. E para cada 6 alunos há 1 professor. O foco está em estudantes meninas, sendo que ao todo são 160 e de 19 estados americanos e de outros 9 países.

ANÚNCIO

Com preço bem próximo da Foxcroft e também nos Estados Unidos, a gente pode citar mais 2 escolas bem caras. Uma é a Escola Trinity, de 1709 e que funciona em uma igreja de Nova Iorque. Outra é a Escola Hotchkiss, de 1891 e fica em Connecticut.

10 – Escola Middlesex (Estados Unidos)

Abaixo vamos citar outra escola de Massachusetts, nos Estados Unidos. Mas, aqui tem a primeira delas. A Middlesex surgiu em 1901 e é um campus enorme, com 141 hectares, 375 estudantes e para cada 5 alunos há 1 professor.

Essas são as 12 escolas mais caras do mundo
Foto: (reprodução/internet)

Ao todo, são 22 cursos disponíveis, sendo com programas avançados e os esportes. A cada ano, mais de 1 mil pessoas se inscrevem para entrar na escola, porém, uma média de apenas 200 consegue êxito. 

O preço anual para estudar lá é de US$ 41,8 mil. Então, o fato é que, nem todo mundo consegue isso, né? 

9 – Escola Charterhouse (Reino Unido)

É uma escola que tem a opção de cursos com e sem internato. O valor sem o internato fica em US$ 41,8 mil no ano. Curiosamente, é sempre uma escola que fica nas primeiras posições em competições entre colégios.

Essas são as 12 escolas mais caras do mundo
Foto: (reprodução/internet)

Por exemplo, tem aprovados na Universidade de Oxford e na de Cambridge, além de campeões anuais em tiro e remo. Ela fica na cidade de Surrey.

É uma das escolas de Londres que mais possui nomes notáveis que passaram por lá, como de Thomas Chataway, William Haines, John Campbell, Adam Curle, Garry Thomson, entre outros.

8 – Academia Lawrence (Estados Unidos)

O nome vem de Samuel Lawrence, que é fundador do lugar. Aliás, ele foi o fundador, fato que aconteceu em 1793. Hoje, a academia é considerada como o 13º mais antigo internato dos Estados Unidos.

Essas são as 12 escolas mais caras do mundo
Foto: (reprodução/internet)

A cada ano, o colégio recebe 400 novos alunos, sendo que mais do que 10% deles são estrangeiros. O campus possui mais de 40 hectares, são 10 dormitórios, 30 salas para estudos, 6 laboratórios para pesquisas e ciências.

A academia fica em Massachusetts e tem preço anual de US$ 42,1 mil, sem o internato.

7 – Escola Lawrenceville (Estados Unidos)

Ela fica em Nova Jersey, nos Estados Unidos. E tem um custo anual de US$ 44,8 mil sem o regime de internato. Mas, há essa opção para quem pode e quer pagar um pouco a mais.

Essas são as 12 escolas mais caras do mundo
Foto: (reprodução/internet)

A escola é considerada uma das melhores do mundo em termos de salas de aula e de atividades físicas, como o atletismo. As quadras são de ponta e profissionais. Além disso, há campos de golfe e quadras de tênis.

Há sempre vídeos e fotos de professores e alunos conversando amigavelmente ao redor de mesas ovais. É um lugar típico de filmes.

6 – Colégio Eton (Reino Unido)

A fundação desse colégio passa dos 6 séculos. Isso mesmo, são 600 anos de Colégio Eton, sendo um dos mais tradicionais do mundo. Por lá, os alunos entram com 13 anos e saem com 18 anos completos.

Essas são as 12 escolas mais caras do mundo
Foto: (reprodução/internet)

Eles podem usufruir de muitas atividades, como judô, artes, música, etc. Para isso, porém, é preciso custear os estudos com um pagamento anual de pouco mais do que US$ 49 mil. No entanto, diferente do que veremos abaixo, ele não funciona em forma de internato.

5 – Collége du Léman (Suíça)

A gente vai começar falando de uma escola suíça e já temos um spoiler: ela não será a única do país nessa lista. O Colégio foi fundado em 1960 e fica em Genebra, em um campus de 8 hectares, com atividades esportivas das mais variadas.

Essas são as 12 escolas mais caras do mundo
Foto: (reprodução/internet)

Atualmente, o complexo educacional possui estudantes de mais de 100 países, sendo um dos mais globalizados do mundo – mesmo sendo um dos mais caros também. Os alunos se formam falando 3 idiomas e com 5 diplomas.

Depois da saída da escola, esses alunos, geralmente, acabam ocupando cargo de liderança em diversas empresas do mundo. Porém, para isso, os pais precisam desembolsar nada menos do que US$ 91 mil por cada ano de estudo.

4 – Collége Alpin International Beau Soleil (Suíça)

Como falamos, aqui começa mais um colégio de rico e de qualidade que fica na Suíça. Ele foi fundado em 1910 e é um tipo de internato privado exclusivo e prestigiado. Assim, tem capacidade para apenas 260 alunos, por isso, é bem restrito.

Essas são as 12 escolas mais caras do mundo
Foto: (reprodução/internet)

Por outro lado, os alunos recebem atenção individualizada, sendo que o professor dá aula para, no máximo, 4 alunos por turma. A jornada estudantil passa por 4 valores, como respeito, ambição, responsabilidade e determinação.

Os alunos possuem direito a viagens internacionais e esportes como surfe. O preço anual para esse tipo de aprendizagem integral é de US$ 103 mil.

3 – St. George’s International School (Suíça)

Mais uma escola de Genebra, na Suíça. Essa daqui fica às margens do lago de Genebra, em Mantruel. Ela tem quase 1 século de tradição no país e oferece mais de 60 atividades que permitem ao aluno escolher aquelas que mais se adaptam.

Essas são as 12 escolas mais caras do mundo
Foto: (reprodução/internet)

Um dos objetivos claros dessa escola é a de estimular os alunos a terem pensamento crítico. O preço para isso tudo é de US$ 104 mil no ano.

2 – Aiglon College (Suíça)

E só para falar da Suíça de novo, mais focado nos Alpes Suíços, nós temos o Aiglon. A fundação é histórica também, vinda de 1949 e segue o formato do internato, com filosofias que liga a mente com o corpo e o espírito.

Essas são as 12 escolas mais caras do mundo
Foto: (reprodução/internet)

Assim, assuntos como a evolução da mente, o desenvolvimento do corpo e o progresso do espírito fazem parte do dia a dia dos alunos. Eles aprendem sobre pensamentos e reflexão, estilo de vida saudável e ativo, além da fé e do propósito de vida.

Para isso, é preciso um contrato que envolva um pagamento anual de US$ 112 mil.

1 – Institut Le Rosey (Suíça)

Essa é uma escola de ensino médio das mais antigas do mundo. Ela fica na Suíça e também está na lista das mais caras do planeta. Não por acaso, ela é conhecida por ser a “Escola Real”. O primeiro ano da escola foi em 1880 e até hoje ela fica em um castelo.

Essas são as 12 escolas mais caras do mundo
Foto: (reprodução/internet)

É uma escola-castelo da dinastia familiar de lá. Ela tem duas residências, a de verão e a de inverno. No inverno, por exemplo, há aulas particulares de vários esportes. As aulas são em período integral e incluem até mesmo os temas da culinária.

No entanto, o preço é bem alto para estudar nesse paraíso. Assim, dá até gosto, né amigos? O problema é que para isso o investimento será de, pelo menos, US$ 117 mil para cada ano de estudo. E a escola aceita estrangeiros, fica a dica, hein.

A escola mais cara do Brasil

Se você ficou curioso para saber se há uma escola que entra na lista de caras e está no Brasil, saiba que sim. A gente tem em São Paulo, a Escola Americana de São Paulo, que existe desde 1920 e tem mais de 1.200 estudantes de mais de 35 países.

O sistema de educação é primária e secundária, sendo que são 40 professores e com alunos que passam em Universidades importantes após o curso, como a de Duke e a de Yale. O custo anual base sem contar o internato fica em US$ 30 mil.