Saiba como é feito financiamento de carros e conheça as 3 principais modalidades

A compra de um carro pode significar muito para uma pessoa. Para alguns, é o sonho da liberdade financeira. Para outros, uma forma rápida de locomoção. Para tantos, uma ferramenta de trabalho. O problema é que nem sempre dá para comprar o carro à vista.

ANÚNCIO

Nesse caso, mesmo deixando de lado os benefícios financeiros, como o fato de não pagar juros, as pessoas acabam optando pela compra parcelada. E, ao menos no Brasil, a melhor e mais usada forma de fazer isso é através do financiamento automotivo.

Saiba como é feito financiamento de carros e conheça as 3 principais modalidades
Foto: (reprodução/internet)

O que é o financiamento automotivo

Em poucas palavras, estamos falando sobre a chance de comprar um carro sem ser à vista. Isto é, de forma parcelada. Ou melhor, pagando prestações mensais. Logo, tudo isso funciona da seguinte forma: o comprador faz um empréstimo e compra o carro. Depois, paga o crédito.

Saiba como é feito financiamento de carros e conheça as 3 principais modalidades
Foto: (reprodução/internet)

E quem empresta é a instituição financeira, que pode ser desde uma financeira até mesmo os bancos das próprias concessionárias ou bancos públicos e privados. Outra coisa importante é que há várias modalidades de empréstimos para a compra de veículos no Brasil.

ANÚNCIO

A mais conhecida de todas é a CDC – Crédito Direto ao Consumidor. Através dela, os bancos avaliam a situação do interessado, com base em rendimentos e compras para aprovar o pedido de crédito. É a partir disso que nascem também as condições do financiamento. 

Como financiar carros hoje em dia

Abaixo, a gente vai falar sobe algumas modalidades de financiamentos que existem no país. Mas, de um modo geral, para todos os casos, os documentos solicitados pelas empresas costumam ser os mesmo em todos os casos.

Saiba como é feito financiamento de carros e conheça as 3 principais modalidades
Foto: (reprodução/internet)

Por exemplo, a pessoa interessada vai precisar enviar o RG, o CPF, o comprovante de endereço, o comprovante do estado civil se for casada, o comprovante de rendimentos dos últimos 3 meses. Isso tudo é para que a instituição faça a famosa análise de crédito.

ANÚNCIO

É a partir disso que ela vai dizer se você tem chances reais e verdadeiras de solicitar o crédito para ir pagando o carro aos poucos, mês a mês. Geralmente, pessoas negativas e com muitas dívidas acabam sendo reprovadas nesses pedidos. 

As modalidades para financiar um carro

Só que o CDC, apesar de mais comum, não é o único jeito que existe para financiar carros hoje em dia, pois, além dele, temos o leasing e o consórcio também, que são diferentes. Cada um deles tem suas características e conhece-los é a melhor forma de saber o melhor para você. 

Saiba como é feito financiamento de carros e conheça as 3 principais modalidades
Foto: (reprodução/internet)

Portanto, de um modo mais rápido, a gente vai apresentar essas 3 modalidades de financiamento automotivo hoje no Brasil, considerando que as empresas podem oferecer uma só ou várias delas ao mesmo tempo, está bem?

Você ainda vai poder considerar outros meios de financiamento, porém, esses são os mais tradicionais que existem hoje em dia no nosso país e estão disponíveis em praticamente todo grande banco. Confira!

1 – O Crédito Direto ao Consumidor 

É a forma mais simples de entender o financiamento como um empréstimo feito com a empresa. Assim, o banco ou instituição paga a compra à vista do cliente. Depois, o cliente tem que pagar o crédito em prestações. Obviamente, isso tem um custo, como na adição de juros.

Saiba como é feito financiamento de carros e conheça as 3 principais modalidades
Foto: (reprodução/internet)

No CDC, o veículo fica em posse do comprador, mas é alienado ao banco. Ou seja, até que se pague todas as parcelas do contrato de financiamento, o carro é de direito do banco. Uma vantagem é que o contrato pode ser feito diretamente com a intuição financeira. 

Assim sendo, isso exige muita atenção de quem compra porque as taxas de juros podem variar demais entre as empresas financeiras. Geralmente, é comum que elas sejam fixadas no começo do contrato, mas podem sofrer reajustes durante o contrato.

2 – O Leasing Bancário

A empresa de leasing, que também pode ser um banco ou financeira, é quem compra o carro. No entanto, ela aluga o veículo para o consumidor. Logo, o cliente acaba pagando pelo aluguel do carro, que está no nome da empresa de leasing, ok?

Saiba como é feito financiamento de carros e conheça as 3 principais modalidades
Foto: (reprodução/internet)

Só que esse aluguel tem um prazo final para acabar. Assim sendo, no fim das prestações mensais, o consumidor pode ser o dono do carro. Também é um tipo de contrato que é feito diretamente com as instituições sem intermediação das concessionárias. 

A verdade é que atualmente o leasing é mais comum de acontecer no caso de empresas que querem comprar um carro para fazer consultas, entregas ou visitas. No caso de pessoas físicas, ele é bem menos comum que o financiamento e o consórcio. 

3 – O Consórcio de Veículos

Uma última opção que nós temos aqui é o consórcio de veículos que é um pouco diferente das anteriores porque não é um tipo de empréstimo, ou seja, está mais para poupança. Isso porque a ideia é “juntar dinheiro” para comprar o carro depois

Saiba como é feito financiamento de carros e conheça as 3 principais modalidades
Foto: (reprodução/internet)

A vantagem é que não tem taxas de juros nas parcelas (mas tem a taxa de administração). Só que a desvantagem é que o cliente pode ter que esperar o prazo final para conseguir o crédito para comprar o seu carro à vista. E isso pode demorar longos anos. 

Nesse meio tempo, há duas formas de conseguir o crédito antecipadamente: uma é através dos sorteios que acontecem mensalmente em assembleias. O outro é dando lances, o que também acontece de forma periódica e funciona como uma entrada. 

Quando o cliente não paga as parcelas do financiamento

Em cada uma das modalidades, o cliente vai ter uma espécie de “problema” se não pagar as suas parcelas mensais e a gente já vai explicar isso. No caso do CDC, o banco entra com a ação judicial para ficar com o carro. Depois, faz um leilão do carro. 

Saiba como é feito financiamento de carros e conheça as 3 principais modalidades
Foto: (reprodução/internet)

Já no leasing, que é aquela opção de aluguel de carro, a empresa também entra com ação judicial para pegar o carro do consumidor. Logo, ele não recebe nada do que foi pago. No CDC, ele pode receber uma parte do valor que foi leiloado.

A última opção é a do consórcio, né. Nesse caso, o consumidor que não paga as prestações mensais pode ser excluído do programa. Assim, ele pode até ser sorteado ou pode transferir a sua cota para outra pessoa. 

A cobrança de multas no atraso das parcelas

Uma questão também importante é sobre o pagamento de multas. As taxas de juros e de administração são comuns nessas parcelas. Já as multas acontecem quando há o atraso no pagamento das parcelas. Geralmente, ela é de 2% sobre o valor total da dívida. 

Saiba como é feito financiamento de carros e conheça as 3 principais modalidades
Foto: (reprodução/internet)

Já os juros por atraso podem ser de até 1% ao mês, especialmente no caso do CDC e do leasing. No consórcio, a multa também é de 2% e não há juros, mas há despesas.

Como escolher o melhor financiamento de carro para você

Se você leu com atenção tudo o que falamos acima, considere que agora fica fácil saber como escolher o melhor financiamento automotivo para você. A dica é sempre pesquisar o que existe no mercado, isso vale para modalidades, instituições e taxas. 

Saiba como é feito financiamento de carros e conheça as 3 principais modalidades
Foto: (reprodução/internet)

Depois, você compara essa sopa de números e informações para fazer a sua escolha final. Ainda vale lembrar aqui que alguns bancos permitem prazos maiores para pagar, isso é bom porque diminuir o valor da parcela, mas é ruim porque aumenta os valores dos juros. 

Para se ter uma ideia geral disso, saiba que a maioria dos bancos permitem pagamentos em até 60 meses e com uma entrada de 20%. Por outro lado, os consórcios podem ir até 84 meses, só que podem demorar para entregar o seu crédito. Vale a pesquisa.

As simulações online

Um jeito bacana de começar essa pesquisa é estudando sobre as opções. E como é que se faz isso? Simulando. Isso porque praticamente toda instituição financeira que oferece financiamento tem uma página de simulação online, que é gratuita.

Saiba como é feito financiamento de carros e conheça as 3 principais modalidades
Foto: (reprodução/internet)

Logo, você pode inserir lá os dados da sua futura compra, como valor do veículo, ano dele, modelo, prazo de pagamento. A partir disso, você tem uma ideia geral de qual será a melhor opção para você com base nas condições que existem em cada instituição.

Uma curiosidade é que atualmente apenas Banco do Brasil e Santander financiam 100% do carro. Ou seja, você não precisa dar valores de entrada e começa pagando apenas as parcelas. Já no Bradesco, a entrada tem que ser de, pelo menos, 30% no valor total do empréstimo. 

Por onde começar

Se você quer saber por onde começar, que tal pensar nas taxas de juros? O Banco Central tem uma tabela que mostra as taxas mensais e anuais para quem vai adquirir bens como veículos. A Scania é a que tem a menor taxa. Já Portocred, banco Pan e Caixa possuem maiores taxas.

Ainda entre os grandes bancos, o do Brasil tem a melhor opção de taxa de juros mensal, que parte de 1,16% ao mês, seguido do Bradesco, com taxa de 1,24% ao mês e do Santander, com a mesma taxa do Bradesco. Na listagem ainda tem os bancos das concessionárias.