Conheça 10 cidades baratas para morar na Itália

As cidades do sul da Itália costumam ser as mais baratas para morar. No entanto, tudo vai depender do objetivo do viajante. Por exemplo, se ele trabalha online, se vai ficar por muito tempo ou se pretender trabalhar na Itália. Tudo isso pode mudar a resposta. 

ANÚNCIO

No entanto, quando se fala em pagar o aluguel de uma hospedagem e moradia, não se engane. Cidades como Milão, Roma e Bolonha sempre serão consideradas mais caras. Por outro lado, há outras regiões que podem ser até 5 vezes mais econômicas. Veja quais são.

Conheça 10 cidades baratas para morar na Itália
Foto: (reprodução/internet)

As cidades italianas mais baratas para morar

É claro que na hora de analisar uma cidade barata para morar, você não vai pensar apenas no aluguel dos imóveis, certo? No entanto, esse é um ponto decisivo para você fazer a sua escolha. Então, a gente organizou a lista nessa ordem: dos preços dos aluguéis, na média.

Conheça 10 cidades baratas para morar na Itália
Foto: (reprodução/internet)

Mas vale se atentar para o fato de que além disso você também deverá fazer um estudo por conta própria que vá dizer sobre outros custos que você terá. Alguns exemplos são alimentação, transporte, segurança, supermercado e outras despesas.

ANÚNCIO

E para que tenha meios de fazer comparações, saiba que Milão, Roma, Bolonha, Nápoles e Turim são os lugares mais caros, em termos de aluguéis, do país. Os custos mensais são, na ordem, de 1.100 euros, 960 euros, 710 euros, 580 euros e 570 euros.

10 – Enna (350 euros)

É uma província que fica na região da Sicília e, por isso mesmo, o aluguel não é tão barato como poderia ser. No entanto, é um preço acessível se comparado com as regiões metropolitanas do país italiano.

Conheça 10 cidades baratas para morar na Itália
Foto: (reprodução/internet)

O clima de lá está longe de ser quente, com média de 13º C durante o ano. Já o verão tende a ser mais seco enquanto que o inverno é marcado por chuvas. A região fica em uma ilha, com muitas atrações para turistas, especialmente para quem gosta de natureza.

ANÚNCIO

Dá para passar pelo lago Nicoletti e pela Rocca di Cerere. É um lugar bacana também para quem gosta de praia, já que a província fica no meio do mar, entre os mares Mediterrâneo e Tirreno.

9 – Alessandria (350 euros)

Com praticamente o mesmo preço do aluguel que é pago em Enna, Alessandria é outra opção para pagar pouco morando na Itália. Só que fica na região do Piemonte, bem ao norte do país. A província tem temperatura média de 12º C e é muito chuvosa durante o ano todo. 

Conheça 10 cidades baratas para morar na Itália
Foto: (reprodução/internet)

Os pontos mais visitados passam pelas igrejas, como o Santuário dela Beata Vergine dela Creta e a Catedral de Alessandria. Com 80 mil habitantes, esse vai ser um dos lugares que mais vai chamar a sua atenção e não é somente pelo preço dos alugueis

E também não apenas porque foi lá que nasceu Umberto Eco e Pino Cacucci. Mas é a 3ª maior cidade piemontesa, só perdendo para Turim e Novara. Isso tudo porque a comuna tem uma história incrível, sendo que serviu como alvo tático da Segunda Guerra Mundial, por exemplo.

8 – Isernia (350 euros)

Também na faixa dos 350 euros por mês, a gente tem a opção de Isernia, que fica na Província de Molise, bem na metade do país ou um pouco abaixo. A temperatura segue a média dos 13º C, sendo que as chuvas só aparecem no inverno.

Conheça 10 cidades baratas para morar na Itália
Foto: (reprodução/internet)

O valor de 350 euros é considerando um bom lugar para morar, o que permitirá a visita em reservas naturais, como é o caso dos famosos Montedimezzo e o Collemeluccio. E lá perto também tem a Basílica di Maria Santissima Addolorata. 

7 – Catanzaro (350 euros)

Na região da Calábria, que é a ponta do pé da Bota, como a Itália é chamada, tem a província de Catanzaro, que permite que moradores paguem 350 euros para morarem lá em boas condições. Só que esse lugar é bem diferente do que já falamos acima.

Conheça 10 cidades baratas para morar na Itália
Foto: (reprodução/internet)

Isso porque ele é quente durante a maior parte do ano. Ainda que a temperatura se mantenha quase sempre na casa dos 16º C. As chuvas são raras e quando acontecem é inverno. A região tem pontos turísticos que valem a pena, como Parque da Biodiversidade.

6 – Matera (350 euros)

E terminando a lista de cidades que possuem aluguel de 350 euros, a gente tem Matera, que fica em Basilicata, no sul da Itália. A temperatura é de 13º C na maior parte do ano, o clima é temperado e as chuvas são intensas no inverno.

Conheça 10 cidades baratas para morar na Itália
Foto: (reprodução/internet)

Fora isso, a província é muito conhecida por ser abrigo para os Sassi de Matera, a Cidade das Pedras e outras habitações que existem desde a pré-história. Além de alugar uma casa por 350 euros, você consegue hotéis bem econômicos por lá. 

5 – Ragusa (300 euros)

O aluguel de imóveis na região de Ragusa fica na média dos 300 euros. Assim, é um valor que a gente considera acessível. Ainda mais quando comparamos com Milão, que tem o aluguel que é praticamente 3 vezes maior, né. A região tem uma temperatura média agradável, que fica em 15º C durante o inverno e chega a 30º C durante o verão. 

Conheça 10 cidades baratas para morar na Itália
Foto: (reprodução/internet)

Outra coisa bacana é que tem igrejas e valem a pena a visita e a vista. Uma delas é a Santa maria dele Stelle, além da Duomo di San Giorgio. A população de lá é de 290 mil habitantes, sendo que é a capital de 12 comunas que faz parte da província. 

4 – Teramo (300 euros)

Outro lugar que fica na faixa dos 300 euros é Teramo, na região de Abruzzo. É um lugar típico da Itália e com base em tudo o que falamos até aqui: temperatura média de 14º C e chuvas durante o inverno. Mas, nesse caso, não é raro que chova em outras estações também.

Conheça 10 cidades baratas para morar na Itália
Foto: (reprodução/internet)

Inclusive, essa chuva é o que faz desse lugar ser um ótimo polo para produção e cultivo de uvas. Aliás, é bem fácil encontrar pacotes de tour para visitar as fazendas e fazer passeios biológicos na cidade. O Gran Sasso é uma montanha incrível que vale a pena ser visitada. 

Curiosamente, saiba que o salário mínimo médio na Itália é de 900 euros. Portanto, um aluguel que parte de 300 euros representa 1/3 de toda a renda. E não é raro encontrar muitos moradores locais buscando por cidades atrativas, como é Teramo.

3 – Chieti (250 euros)

Mais barato até aqui, o Chieti permite o aluguel de casas por 250 euros apenas. Também fica em Abruzzo e tem o Museo Archeologico Nazionale La Civitella e d’Abruzzo como principal ponto turístico. 

Conheça 10 cidades baratas para morar na Itália
Foto: (reprodução/internet)

Além disso, dá para visitar Castello di Semivicoli e é um ótimo lugar para apreciadores de vinho, vinícolas e abadias. Ou seja, é um tipo de lugar que vale a pena o custo-benefício, viu. O único problema é que chove quase durante o ano inteiro.

2 – Pescara (200/250 euros)

Já a nossa posição número 2 fica com Pescara, também em Abruzzo. Sem dúvidas, está entre as cidades mais baratas da Itália, inclusive, para quem quer morar lá e não apenas visitar. O valor médio do aluguel é de 250 euros, mas dá para encontrar por 200 também. 

Conheça 10 cidades baratas para morar na Itália
Foto: (reprodução/internet)

A temperatura é mais amena, com 15ºC, só que é um lugar que chove muito. Ainda assim, tem um clima mais quente que outras partes do país. A província fica costeada pelo Mar Adriático e isso permite o turismo, mesmo com chuvas. 

Dá para conhecer a Ponte del Mare e a Ponte Flaiano. Por estar bem perto do mar, é um lugar ótimo para quem gosta de peixes e frutos do mar com preços acessíveis. E isso é possível em restaurantes assim como em supermercados. 

1 – Áquila (200 euros)

E a gente não poderia terminar de outro modo sem falar de Áquila, que sempre está na lista de cidades mais baratas para morar na Itália. A província fica em Abruzzo também, no centro do país, que é uma região das mais baratas de toda nação.

Conheça 10 cidades baratas para morar na Itália
Foto: (reprodução/internet)

A temperatura é de 15ºC durante quase todo o ano. Além disso, é uma região montanhosa, com muito sereno e neblina. Áquila tem como ponto forte a natureza, os parques, as montanhas, os lagos. E dá para visitar a Risierva Naturale Guidata e o Monte Sirente. 

Há estudos que mostram que o custo de vida em Áquila é de 400 euros. E esse mesmo estudo diz que dá para morar em um apartamento pequeno pagando 150 euros, o que ficaria abaixo dos 200 euros que citamos acima. 

Vale a pena morar na Itália?

Por fim, vem a reflexão: considerando esses custos de aluguéis citados aqui, será que vale a pena morar na Itália? Saiba que isso vai depender de cada viajante, turista, família, casal. Afinal, abrir mão de um conforto em um país natal nem sempre é fácil. 

No entanto, a vida na Itália, apesar dos desafios, também pode trazer muitos aprendizados e experiências. Como vimos acima, nem sempre é preciso gastar muito para ficar lá. Se você recebe o salário em euros, então, pagar o aluguel pode não ser o maior problema para você.