Apple Fitness Plus já está disponível

O novo serviço Fitness Plus da Apple foi lançado oficialmente, marcando o lançamento do mais recente serviço de assinatura da empresa. Fitness Plus oferece uma variedade de exercícios guiados e custa US $ 9,99 (equivalente a R$ 51,17) por mês ou US $ 79,99 (equivalente a R$ 409,72) por ano.

No lançamento, o serviço apresenta treinos em 10 categorias: treinamento de intervalo de alta intensidade (HIIT), força, ioga, dança, core, ciclismo, esteira (para corrida e caminhada), remo e “resfriamento consciente”.

Apple Fitness Plus já está disponível
Foto: (reprodução/internet)

Veja também: Aplicativo TikTok TV está disponível nas smart TVs Samsung no Reino Unido

O que é preciso para acessar o Apple Fitness Plus

Para realmente usar o Fitness Plus, você precisará – no mínimo – de um Apple Watch Series 3 (ou mais recente) executando a atualização watchOS 7.2 recém-lançada emparelhada com um iPhone 6S (ou mais recente) executando o iOS 14.3 também recém-lançado.

Se você está planejando usar um iPad ou Apple TV para assistir aos vídeos Fitness Plus, você também precisará atualizar esses dispositivos com iOS 14.3 ou tvOS 14.3, respectivamente.

Depois de atualizar seu iPhone e Apple Watch, Fitness Plus pode ser acessado por meio de uma nova guia no aplicativo Fitness que está pré-instalado em seu telefone. 

Os usuários do iPad poderão baixar o aplicativo Fitness na App Store, enquanto os usuários da Apple TV verão automaticamente o aplicativo instalado assim que atualizarem para o tvOS 14.3.

Os atuais proprietários de um Apple Watch podem obter uma avaliação gratuita de um mês do Fitness Plus, enquanto os clientes que compram um Apple Watch Series 3 (ou mais recente) podem obter três meses de serviço gratuito. 

Uma única assinatura Fitness Plus pode ser compartilhada com até seis usuários por meio do serviço Family Sharing da Apple, e também está incluída no plano Apple One Premier (que inclui Apple Music, Apple TV Plus, Apple Arcade, Apple News Plus e 2 TB de armazenamento no iCloud).

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina.

Fonte: The Verge