Dicas de finanças para um casal recém-casado

As dificuldades financeiras do casal, são os problemas que mais afetam os relacionamentos. Sim, quem escolhe dividir a vida com outra pessoa precisa estar atento às finanças, pois elas costumam ser um dos maiores motivos para brigas e rompimentos. Principalmente, para os jovens recém-casados, que ainda estão aprendendo a lidar com a responsabilidade do dia a dia e estão recendo pela primeira vez, a pressão de sustentar uma família.

Mas, antes mesmo do casamento, a maioria dos jovens já estão se endividando desde o noivado, pois estão fazendo toda a cerimônia, arcado com os custos de casa, enxoval, móveis, documentação, alimentação… ufa! Chega a ser desesperador só de imaginar!

A cerimônia de casamento é muito desejada por alguns casais, trazendo dívidas antes mesmo do casamento ser consumado. O planejamento familiar é essencial para ter uma vida financeira equilibrada. Com o planejamento familiar é possível definir metas e objetivos de vida, bem como realização de sonhos do casal e até mesmo a programação para ter filhos ou adquirir bens valiosos, como a primeira casa ou carro do casal.

 

casal
Foto: (reprodução/internet)

Conversem sobre finanças

Conversem sobre finanças, pois nem tudo pode sair como esperado e as contas talvez não fechem. Isso pode indicar que alguém está gastando mais do que deveria ou que ambos precisam poupar mais. 

ANÚNCIO

Além disso, o diálogo permite que casal compartilhe dessa responsabilidade, até mesmo porque deixar apenas um responsável por organizar as finanças do casal pode ser desgastante.

Criem metas e objetivos

Todo casal faz inúmeros planos após o casamento, mas para que eles sejam realizados, é preciso avaliar o que terá de ser feito para alcançá-los. Há necessidade de fazer economia, pois assim, os rendimentos são muito maiores a longo prazo.  

Se os dois possuem renda, então é fundamental que seja feita uma divisão equilibrada das despesas no ambiente familiar. Essa prática vai garantir que nenhuma das partes se sinta sobrecarregada com as despesas do casal futuramente.

Criem metas e objetivos, para que dessa forma, os dois tenham todos os dias, um alvo para ser alcançado. Sem metas, é difícil saber onde quer chegar.

Planeje e faça orçamentos

O primeiro passo do casal, para montar um planejamento financeiro familiar é criar um orçamento para o casal. Portanto, registre todas as despesas do casal. Não deixe de fora nem mesmo valores considerados pequenos, uma vez que, somados, eles podem fazer toda a diferença no orçamento geral do fim do mês. É preciso manter receitas e despesas sob controle. Isso significa estipular metas de gastos para cada categoria do orçamento, impondo limites que estejam de acordo com a realidade financeira do casal.

Se você percebe, por exemplo, que há muitos gastos desnecessários com saídas e passeios, pode deixar para jantar fora e se divertir somente uma vez na semana. Caso tenha percebido que muitos dos gastos estão voltados para o deslocamento, busque formas alternativas para ir ao trabalho. O importante é gerar economia tanto para seus projetos a dois como para fechar o mês com todas as contas pagas.

 

Dívidas e pendências

Quando se é recém-casado, é normal ter que lidar com algumas dívidas geradas pela própria união, como as parcelas da cerimônia e da festa de casamento, os custos com a viagem de lua de mel e o financiamento de uma casa, por exemplo. 

Por isso, a primeira etapa para os recém-casados é identificar precisamente quais são as pendências financeiras do casamento e somá-las aos novos gastos do ambiente familiar. Assim, é muito mais fácil cortar as despesas supérfluas e organizar um plano que priorize a quitação das dívidas importantes a fim de sair do vermelho.

Não perca a diversão!

Vocês são um casal e isso precisa ser lembrado sempre. A realização de metas e objetivos não devem ser superiores ao conforto e tempo de consolidação pro casal. Descansem, reservem um tempo pra jantar fora ou preparem um jantar bom e barato em casa mesmo. Mas, não deixe de utilizar as finanças com coisas prazerosas, pois dessa forma, fica muito mais fácil de foco para a realização de metas sacrificantes. É uma espécie de fôlego para mergulhos profundos na correria do dia-a-dia e no cansaço na busca pelos objetivos e sonhos.

Algumas ambições, como comprar um carro ou fazer uma viagem pelo mundo, exigem planejamento com antecedência e podem custar caro. Dessa forma, mesmo se estiver endividado com as contas do casamento, é muito importante que o casal dedique parte da economia mensal ao lazer e à realização de sonhos, sejam eles individuais ou conjuntos.

O valor mensal a ser guardado vai depender do combinado entre os dois: caso os seus objetivos exigem maiores investimentos, é possível que o casal tenha que cortar mais gastos para não comprometer os orçamentos complementares. 

Dica: 

Use a tecnologia ao seu favor! Na organização do orçamento financeiro, você pode utilizar planilhas e aplicativos, há inúmeros aplicativos gratuitos e pagos que ajudem a controlar os gastos e separá-los por categorias.  Essa visualização dos gastos e ganhos por meio de diversas plataformas é fundamental para seguir o planejamento e ter noção através uma visão geral, da entrada e saída de caixa.

ANÚNCIO