8 erros que os RICOS evitam na hora de INVESTIR! (mas que os POBRES não…)

 

https://www.youtube.com/watch?v=dW3fduZwNBY

Clique aqui para entrar na lista VIP do meu curso de investimentos: https://goo.gl/KpLg7d

 

 

1. Olhar preço de fechamento mas não o P/L Um dos principais problemas de quem entra na bolsa de valores é uma certa supervalorização da diferença entre o preço atual de uma ação com o preço que ela estava a 1, 2 dias antes. E a real aqui é que não importa se a ação hoje tá, por exemplo, 5% mais cara do que estava ontem. Se você não é trader e quer na realidade investir pra um prazo maior, essa não deve ser a sua preocupação. 2. Os ricos evitam os investimentos complexos Uma coisa que é lei para todas as pessoas de sucesso, tanto na bolsa de valores quanto na renda fixa: temos que evitar a complexidade. O investimento de um rico não é complexo, pelo contrário: se baseia na premissa de ser simples, com poucos ativos. Só que eu vejo muitos investidores fazendo exatamente o contrário. Tem investidor que faz de tudo pra deixar a carteira dele complexa. Se é na bolsa de valores, procura fazer uma carteira de investimentos com várias ações diferentes. 3. Procura pelas ações “da moda” Um erro muito comum que acontece entre os investidores de bolsa de valores é que uma boa parte dos investidores tendem a investir sempre nas ações “da moda”, ou ações de empresas que já são muito conhecidas por serem empresas grandes. Mas aqui existem 2 problemas. O primeiro é que investir de acordo com a manada raramente vai ser uma boa escolha. A popularidade de um investimento nunca deve ser tomado como uma base para decidir se uma ação é boa ou ruim, pelo contrário. Se uma ação é MUITO popular, a chance dela estar acima do seu preço justo é alta. Já o segundo problema é que por ações populares serem, em maioria, de empresas já consolidadas, às vezes se torna muito difícil de você escalar ganhos com elas com o tempo. Por isso, muitos dos grandes investidores do mercado dão atenção para as empresas que, por exemplo, estão no segmento de Small Caps da Bolsa. Porém, mesmo que tenha mais risco, se você fundamentar a sua escolha em indicadores reais, que vão além do preço de compra e da rentabilidade passada da ação, você tem tudo pra fazer boas escolhas. 4. Olhar com atraso para os acontecimentos Para você entender melhor, vamos para um exemplo simples: o PIB. Todos nós sabemos que o PIB é um indicador econômico importante, certo? O problema é que se basear nele para alguma ação não é muito eficiente, porque o dado que ele mostra é um dado que, quando chega até nós, ele já chega atrasado. Outro exemplo até mais fácil de entender: a taxa de desemprego. As pessoas ficam desempregadas, o IBGE quantifica isso, e só depois de um trimestre que o número de desempregados é efetivamente publicado. Em março, por exemplo, o IBGE divulgou o desemprego relativo aos meses de Dezembro até Fevereiro, ou seja: quando tivemos acesso dos dados, eles já estavam atrasados. 5. Viés da confirmação Existe também um viés muito comum que assola os investidores: o viés da confirmação. E ele funciona de um jeito muito simples, vou explicar com um exemplo: Imagine que o ibovespa terminou em alta hoje, e você jura por Deus que essa alta aconteceu porque foi divulgado que a Vale teve um lucro acima do esperado. E por você acreditar tanto nessa hipótese, você vai atrás de informações nos jornais, mas você só lê as notícias e análises que comprovam ou que afirmam que a sua teoria está correta, e ignora completamente todas as outras que dizem algo que contraria a sua hipótese. É esse o viés da confirmação agindo. Nós tendemos a ser seletivos quanto às informações que nós colhemos e damos preferências por aquelas que trazem uma opinião parecida com a nossa. 6. Diversificar de qualquer jeito Como eu já comentei nesse vídeo que eu vou deixar aqui em cima, as pessoas geralmente entendem que elas precisam diversificar, mas fazem isso da maneira errada. Ou elas acabam pulverizando demais o seu capital por investir um pouquinho em um monte de aplicações, ou elas erram por não considerar as correlações entre os investimentos que ela possui. Ou seja: diversificar não é somente não colocar todos os seus ovos numa mesma cesta, não. 7 – Longo prazo chega 8 – Pedir conselhos de olhos fechados #riqueza #primorico #investimento Redes Sociais: BLOG – http://oprimorico.com.br YOUTUBE (inscrever-se) – http://bit.ly/1S6WMoM FACEBOOK (curtir página) – https://www.facebook.com/oprimorico TWITTER: https://twitter.com/thiagonigro INSTAGRAM: https://www.instagram.com/thiago.nigro/ PODCAST: https://soundcloud.com/thiagonigro

ANÚNCIO
ANÚNCIO