Binatone MaskFone: Primeira máscara N95 lavável do mundo, com microfone embutido

Especialistas em saúde sugerem o uso contínuo de máscaras faciais por alguns anos, mesmo quando as vacinas se tornarem disponíveis. Então, empresas de tecnologia têm desenvolvido produtos e dispositivos para lhe manter seguro contra o temido coronavírus.

De acordo com a CNET, a Feira Virtual de Eletrodomésticos (CES) 2021 torna-se uma plataforma para estes produtos inovadores.

Binatone MaskFone: Primeira máscara N95 lavável do mundo, com microfone embutido
Foto: (MaskFone)

Binatone MaskFone: Máscara lavável de US $ 50 com microfone embutido, e Bluetooth Earbuds

Durante o CES 2021, a Binatone revelou seu MaskFone, uma máscara de tecido lavável com um filtro N95 que também funciona como um fone de ouvido Bluetooth sem fio

Isto é realmente útil para as pessoas que têm que atender chamadas enquanto estão fora como trabalhadores de serviço essencial e frontliners.

Esta máscara N95 de US $ 50 é equipada com um fone de ouvido Bluetooth, que permite aos usuários falar ao telefone mesmo com máscara. Os laços auriculares da máscara alojam os fones de ouvido, que são conectados a clipes de cabo ao redor dos ouvidos.

A fiação do fone de ouvido é autocontida enquanto a máscara também tem controle de volume, bem como botões de play e pausa. Uma das características únicas desta máscara é que ela tem integração Alexa, Amazon e Siri, de modo que os usuários podem tocar música usando controles de voz. 

O fone de ouvido Bluetooth pode durar 12 horas, para que os usuários possam carregar a máscara depois.

Binatone MaskFone: Primeira máscara N95 lavável do mundo, com microfone embutido
Foto: (MaskFone)

Binatone afirma que a MaskFone tem certificação IPX5, portanto pode ser usada para exercícios leves e mesmo sob um pouco de chuva, enquanto os especialistas aconselham não usar máscaras durante o exercício.

Com base no website da empresa, o headset é equipado com isolamento de ruído de fundo, de modo que pode ser usado ao ar livre. 

Com esta máscara, os usuários não precisam mais tirar o telefone e usá-lo com as máscaras colocadas e contaminá-lo. 

O MaskFone vem em dois tamanhos, e está sendo vendido a US $ 49,99. Binatone também vende um conjunto de cinco filtros N95, bem como 30 filtros PM2,5, ambos por US $ 19,99.

Enquanto isso, a máscara não pode ser lavada por completo, mas os usuários podem remover os protetores auriculares e o filtro antes de limpar o tecido da máscara, para que ela possa ser usada repetidamente.

Fique por dentro: Robôs de entretenimento emergem enquanto a pandemia de Coronavírus continua

Características da Binatone MaskFone

O design geral do MuskFone é prático, simples mas elegante, o que torna fácil e confortável de usar, mesmo no dia-a-dia.

Binatone MaskFone: Primeira máscara N95 lavável do mundo, com microfone embutido
Foto: (MaskFone)

Com seu tecido respirável, MaskFone pode ser usado como uma máscara facial esportiva. O design low-profile garante um ajuste uniforme e limpo, deixando um espaço na ponte do nariz para o uso de óculos ou sunnies, o que reduz o embaçamento da lente. 

Como a borda inferior da máscara abraça o queixo, ela não permite que nenhuma partícula se aproxime da boca do usuário.

Enquanto isso, a função de fone de ouvido Bluetooth e a conectividade de assistente virtual é uma grande vantagem. Na verdade, o MaskFone redefine o novo normal sob uma pandemia.

Além do Binatone MaskFone, outros produtos também foram introduzidos durante o CES 2021. 

A Alarm.com revelou sua porta de vídeo sem contato para reduzir a propagação de vírus e bactérias, o que a empresa diz ser outra forma de “ficar vigilante e proteger-se mutuamente”.

Além disso, a marca coreana LG lançou alguns novos purificadores de ar, incluindo um purificador portátil Puriview Mini e uma máscara alimentada por bateria com purificador embutido. 

Além disso, há também robôs ultravioleta radiantes de luz que desinfetam áreas de alto tráfego como lojas de varejo, restaurantes ou escritórios corporativos.

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina.

Fonte: Tech Times e CNET