Conheça a história de Marco Crasso: herdeiro de uma fortuna de 7 milhões

A gente está falando de um período de 60 a.C., ou seja, é um tempo distante. Por isso, vamos considerar um fato inicial para você não confundir na hora de estudar o assunto. No latim, o nome dele é Marcus Licinius Crassus. Mas, no português, a gente fala em marco Licínio Crasso.

ANÚNCIO

O que importa é que estamos falando da mesma pessoa, está bem? Sendo assim, considere que ele foi um político da Licínia, em uma época em que Roma era República. Nessa república, o cônsul era o cargo mais alto e o Crasso foi eleito por duas vezes. Sabendo disso, vamos lá.

Conheça a história de Marco Crasso: herdeiro de uma fortuna de 7 milhões
Foto: (reprodução/internet)

A história de Crasso em Roma

Marco Crasso era filho de Públio Licínio Crasso, que também foi um cônsul. Marco tinha um irmão, do mesmo nome que o pai. O que importa? Pelo fato de que Marco Crasso nasceu em uma das famílias mais ricas de Roma, sendo detentor de uma das maiores fortunas da história. 

Conheça a história de Marco Crasso: herdeiro de uma fortuna de 7 milhões
Foto: (reprodução/internet)

Após isso, também é legal que você saiba que ele começou a carreira como comandante militar e atuou em guerras civis, como a Guerra Gálica. Além dessa área e da família rica, ele também ganhou dinheiro com especulação imobiliária. 

ANÚNCIO

Mais tarde, Marco foi nomeado como governador da Síria Romana e foi nesse lugar que ele montou uma base militar que foi importante durante a Batalha de Carras. O problema é que ele morreu junto com o filho.

A família de Marco Crasso

O que é curioso aqui é notar que a família, apesar da riqueza, não ostentava. Ao menos, enquanto o pai, Públio, era vivo. Publius, no latim, era um comandante da Península Ibérica (Espanha) e mais tarde foi homenageado como a maior honra militar de Roma

Conheça a história de Marco Crasso: herdeiro de uma fortuna de 7 milhões
Foto: (reprodução/internet)

Ele morreu após se envolver em uma luta política violenta e o filho que é mencionado nesse texto só conseguiu sobreviver porque escapou. O conflito é o que pode ter mostrado ao Marco uma oportunidade na vida. Foi a partir disso que ele entrou na carreira militar. 

ANÚNCIO

Como vamos contar abaixo, você vai ver que mais tarde ele recrutou homens que participaram de uma guerra civil contra quem matou o pai dele. Com o fim dessa guerra, ele conseguiu glória e dinheiro. E foi assim, também, que criou a reputação de ganancioso

A fortuna de Crasso, o rico

O que nos importa aqui nesse texto é falar mais da parte financeira da vida do Marco Crasso. Vamos lá. Ele herdou uma fortuna de 7 milhões de sestércios (que é uma moeda antiga e a gente fala depois sobre ela). Isso aconteceu após a morte do pai, em 87 a.C. 

Conheça a história de Marco Crasso: herdeiro de uma fortuna de 7 milhões
Foto: (reprodução/internet)

No entanto, entre tantas lutas políticas, ele teve a riqueza apreendida e ficou exilado por longa data. A sorte dele foi que Lúcio Cornélio Sula recuperou o poder em Roma e permitiu ao “amigo” Crasso que ficasse no comando das proscrições (tipo uma Defesa do Estado). 

Desse modo, Crasso consegue reconstruir a fortuna do zero porque começa a tomar as propriedades dos criminosos. A história não deixa claro como ele fazia isso, porém, há quem diga que ele executava as pessoas que ele mesmo condenava. 

O aumento da riqueza de Crasso

Com o comércio de escravos, ele também aumentou a sua riqueza. E assim foi comprando bairros inteiros de Roma após o incêndio mais famoso daquele lugar. Logo, ele pagava pouco pelas construções e imóveis se comparado com o valor de mercado.

Conheça a história de Marco Crasso: herdeiro de uma fortuna de 7 milhões
Foto: (reprodução/internet)

Lembrando que nessa época, Roma não tinha eficiência para controlar incêndios e os imóveis eram queimado até o fim. Por isso, muita fortuna era perdida ali. Foi Crasso quem empregou uma brigada de incêndio com 500 homens para conter o fogo.

Ou seja, ele comprava os imóveis em chamas e aí usava a sua brigada para conter o fogo. Dá para acreditar nisso? O resultado é que ele ficou sendo chamado, após a morte do pai e o tempo de exílio, como “Dives”, que ao ser traduzido indica “O Rico”. 

Qual é o valor do patrimônio de Crasso

Também seguindo os passos da história, acredita-se que Marco Crasso conseguiu ampliar a fortuna pessoal da família em 170 milhões de sestércios. Mas, considere que ele não era o mais rico de lá. Isso porque Plínio, o Velho, somava 200 milhões da moeda local. 

Conheça a história de Marco Crasso: herdeiro de uma fortuna de 7 milhões
Foto: (reprodução/internet)

Mas, o que nos importa aqui é que esse valor de patrimônio líquido coloca Crasso com um orçamento igual ao orçamento anual do Tesouro Romano. Por isso mesmo, até hoje, tem muita gente que diz que ele foi o mais rico da história. Porém, nem todos concordam. 

E há ainda uma terceira vertente que diz que a riqueza de Crasso é muito menor do que os historiadores dos séculos passados acreditavam. E isso tem explicação com o fato de que os valores monetários da época, da Roma Antiga, ficaram confusos entre as cotações. 

O que isso significa hoje em dia?

Alguns sites tentam fazer cotações para os dias atuais a partir de patrimônios, heranças e fortunas antigas. Assim, usando o denário como salário diário de um operário/soldado romano e um salário de US$ 58 para um dia de trabalho nos Estados Unidos, a conta tem resultado.

Conheça a história de Marco Crasso: herdeiro de uma fortuna de 7 milhões
Foto: (reprodução/internet)

Conforme esse estudo, que pode estar cheio de falhas, mas serve como base comparativa, o Marco Crasso teria hoje algo próximo de US$ 2,9 bilhões

Um homem de negócios nada bom

Uma boa parte dos historiadores também concordam em dizer que a fortuna que Crasso conseguiu, além dos meios ilegais que a gente considera hoje, veio de medidas brutais. Por exemplo, ele foi condenado a morte, mas conseguiu absolvição.

Conheça a história de Marco Crasso: herdeiro de uma fortuna de 7 milhões
Foto: (reprodução/internet)

Isso porque ele explicou que cortejou uma mulher para conseguir uma moradia a preço mais baixo do que o valor de mercado. Mas, que não havia desejos carnais por ela. Um absurdo. Em alguns trechos, ele é mencionado como “comandante que suava inteligência e crueldade”.

Além do mais, alguns soldados, aqueles primeiros que foram recrutados por Marco, diziam que ele não compartilhava dos itens significativos que haviam conquistado em batalhas. 

O grupo de escravos

Sabe aquele grupo de “brigada” que ele mantinha para apagar fogo e incêndio? Então, ele tinha mais outros grupos que eram de escravos. Apesar de que o nome usado não é esse e sim de pessoas que trabalhavam para ele – mas, relatos mostram que eram escravos.

Conheça a história de Marco Crasso: herdeiro de uma fortuna de 7 milhões
Foto: (reprodução/internet)

Ou seja, os grupos tinham secretários, ourives, mordomos, servos. E eles atuavam em terras agrícolas e até mesmo em minas de prata. Outros se tornariam arquitetos e pedreiros especializados em reconstruir imóveis e você sabe o motivo disso.

Ou seja, além de ganhar por pagar pouco pelos imóveis que ele conseguia minimizar com a sua brigada de incêndio, ele ainda tinha pessoas para reconstruir o lugar e ganhava muito dinheiro com isso em uma ótima jogada de “negócios”. 

Todo mundo tem um lado bom

Por outro lado, conforme os contos de Plutarco, Marco tinha o seu lado bom também. Por exemplo, quando ele doou 1/10 da riqueza para o culto de Hércules e deu grãos para alimentar todos os cidadãos por até 3 meses.

Conheça a história de Marco Crasso: herdeiro de uma fortuna de 7 milhões
Foto: (reprodução/internet)

Em outra ocasião, ele emprestou dinheiro a amigos e sem juros. Porém, queria que o valor fosse devolvido em forma integral no fim do contrato. Na época, emprestar dinheiro era algo visto como “sábio”, talvez por isso ele fazia.

O erro Crasso, no entanto, vem do fato de que o Crasso confiou demais no número de soldados que tinha e teve o exército dizimado, com mais de 50 mil soldados, quando ele tentou conquistar os Partos, que ficavam no Oriente Médio. 

Outras das maiores fortunas da história

Sendo o mais rico da história ou não, considere que há outros nomes que entram em jogo. Se a gente for falar somente da Antiguidade, além de Marco Crasso, a gente também tem outras duas referências, sendo de Salomão e Creso (que não é o Crassso). Veja só.

Conheça a história de Marco Crasso: herdeiro de uma fortuna de 7 milhões
Foto: (reprodução/internet)

O Rei Salomão tinha uma fortuna que deixava patrimônio de muito bilionário no chinelo. Ele era o homem mais rico do mundo e recebia 25 toneladas de ouro todos os anos, sem contar os rendimentos de outros negócios, como comércio.

Já a história de Creso é menos conhecida pela história. Ainda assim, dá para saber que ele foi um rei da Lídia que viveu no século VI a.C. Na cultura grega e persa, o nome dele indica riqueza e é visto como o inventor dos primeiros sistemas monetários formais. 

E o sestércio, o que é?

A palavra “sestércio” foi citada durante algumas partes do texto, porém, nem todo mundo sabe do que se trata. Vamos explicar rapidamente. É uma moeda da Roma Antiga, sendo que o nome vem da união das palavras semis (meio) e tres (três). Ou seja, é o “meio terceiro”.

E a explicação é óbvia: valia dois asses e meio. Já o asse também era uma moeda romana. Nesse caso, era uma moeda de bronze, que depois passou a ser de cobre e ficou em circulação durante a república e o império romano. O sestércio era de prata e depois de bronze.