Esses são os 10 investidores mais ricos dos Estados Unidos

Saber investir dinheiro no mercado acionário ou de investimentos pode ser uma boa ideia para quem sabe como fazer isso. A lista abaixo inclui economistas, empresários e até mesmo pessoas simples que tiveram bons conselheiros sobre o mercado.

ANÚNCIO

O resultado é que eles somam bilhões de dólares em investimentos. Inclusive, a cada ano que passa esse patrimônio pode aumentar ou diminuir, com base em cotações e até mesmo crises ou outros fatores. Só que os valores impressionam mesmo assim, partindo de US$ 4 bilhões.

Esses são os 10 investidores mais ricos dos Estados Unidos
Foto: (reprodução/internet)

10 – Ronald Perelman (US$ 4,2 bilhões)

A verdade é que o Ronald perdeu muito dinheiro nos últimos. Ainda assim, mantém um largo sorriso com os seus bilhões acumulados. Ele nasceu em 1943 na Carolina do Norte e é atualmente é presidente e CEO da MacAndrews & Forbes Incorporated. 

Esses são os 10 investidores mais ricos dos Estados Unidos
Foto: (reprodução/internet)

Banqueiro, empresário e investidor, ele investiu em empresas de charutos, de maquiagens, de carros, de fotografia, de televisão, de suprimentos, de segurança, de jogos, de bancos, etc. Assim, possui muitas ações em empresas como Revlon, SIGA, Harland Clarke, etc. 

ANÚNCIO

Tem uma empresária própria de filantropia, que tem uma espécie de Programa de Pesquisa do Câncer Feminino, com parceira com a Revlon e a UCLA. Já fez doações pessoais para candidatos como Lindsey Graham e Jeb Bush. 

9 – George Soros (US$ 8,6 bilhões)

Só que aqui, precisamos fazer uma coisa: saiba que esses US$ 8 bilhões é o que ele tem sem considerar a doação de US$ 32 bilhões que fez para a sua fundação filantrópica, a Open Society Foundation. Tudo bem? Então, vamos lá. 

Esses são os 10 investidores mais ricos dos Estados Unidos
Foto: (reprodução/internet)

Nascido em 1930 em Budapeste, na Hungria, Soros foi registrado como Gyorgy Schwartz. É um dos sobreviventes da invasão da Alemanha Nazista durante a Segunda Guerra Mundial. A partir disso, emigrou para o Reino Unido e estudou na London School of Economics. 

ANÚNCIO

É mestre em filosofia e iniciou a carreira comercial em vários bancos no Reino Unido e depois foi para os Estados Unidos. Ele fundou alguns fundos de hedge, como o Double Eagle, em 1969. É conhecido por ser o “homem que quebrou o banco da Inglaterra”.

8 – David Tepper (US$ 12 bilhões)

De 1957, de Pittsburgh, da Universidade de Pittsburgh e da Universidade Carnegie Mellon, Tepper é um americano que tem muitos negócios. Por exemplo, é o dono da Carolina Panthers, da Charlotte FC e da Appaloosa Management. 

Esses são os 10 investidores mais ricos dos Estados Unidos
Foto: (reprodução/internet)

O primeiro é um clube de futebol americano (National Football League). O outro é do futebol (Major League Soccer). Já a Appaloosa é um fundo hedge global sediado na Flórida. Ele é formado em economia e chamado de “herói dentro da indústria”. 

No último ano, 2020, as suas maiores ações eram em empresas como Alibaba e Amazon, que representavam 13% e 11%. Também fez doações políticas e para a filantropia. Especialmente para Jeb Bush e da sua instituição, a Fundação David A. Tepper. 

7 – Steve Cohen (US$ 14,6 bilhões)

Nasceu em Nova Iorque, estudou na Universidade da Pensilvânia e é dono do clube de beisebol New York Mets. Também é o fundador da SAC Capital Advisors e da Point72 Asset Management. Tem 7 filhos. É gerente de fundos de hedge e muito rico.

Esses são os 10 investidores mais ricos dos Estados Unidos
Foto: (reprodução/internet)

Assim sendo, e fora da área dos investimentos em ações, ele é dono de uma das mais valiosas coleções de arte privada do mundo, sendo que vale mais do que US$ 1,1 bilhão. Possui obras de Koons, de Picasso e de Hirst. 

Apareceu na lista dos 100 homens mais influentes do mundo, conforme a revista Time. Todas as outras grandes revistas também mencionam Cohen, como a Forbes Magazine, a Wall Street Journal, a Bloomberg e o Instituto Investor. 

6 – Carl Icahn (US$ 16,3 bilhões)

Talvez esse nome não seja muito conhecido para você. Então, saiba que estamos falando de um nova-iorquino especialista em aquisições de controle acionário. Formou-se em Princeton no curso de medicina. Passou pelo Exército Americano e pela Wall Street.

Esses são os 10 investidores mais ricos dos Estados Unidos
Foto: (reprodução/internet)

Os seus melhores resultados vieram na década de 1980, após comprar ações da Texaco, da USX, da TWA. Atualmente, é o conselheiro especial do Presidente para Reforma Regulatória de Donald Trump (não ocupa mais esse cargo atualmente).

É conhecido por ser empresário e homem de negócios também. Está por trás da Icahn Enterprises, antes American Real Estate Partners. Também é o presidente da Federal-Mogul, de componentes de trem. Tem a própria fundação, a Children’s Rescue Fund. 

5 – Ray Dalio (US$ 18,7 bilhões)

O nome dele é Raymond Thomas Dalio. Ele nasceu em 1949 em Nova Iorque e estudou na Long Island University e na Harvard Business School. Atualmente, é um gerente de fundos, sendo o fundador da Bridgewater Associates.

Esses são os 10 investidores mais ricos dos Estados Unidos
Foto: (reprodução/internet)

Também é filantropo e em 2013, ele recebeu o título de maior fundo de hedge do mundo. Já em 2020, a Bloomberg o classificou com a 79ª pessoa mais rica do mundo. Ele também é autor de livros, como “Princípios: Vida e Trabalho”, que é sobre gestão corporativa. 

Fora o livro, também é conhecido por ter trabalhos sobre o mercado financeiro publicados, como “Princípios para Navegar em Grandes Crises de Dívida”, “Por que e como o capitalismo precisa ser reformado” e “Como funciona a máquina econômica”. 

4 – Abigail P. Johnson (US$ 22,4 bilhões)

O nome de uma mulher também aparece aqui. Abigail é de 1961, sendo uma americana formada na William Smith College e na Universidade de Harvard. Ela é presidente da Fidelity Investments e considerada uma das empresárias mais bem-sucedidas do país.

Esses são os 10 investidores mais ricos dos Estados Unidos
Foto: (reprodução/internet)

A Fidelity foi fundada pelo avô dela, Edward C. Johnson II, sendo que o seu pai continua como presidente emérito. Em 2016, entrou na lista da Forbes como uma das pessoas mais das 50 cidades da América. E apareceu na 7ª posição entre as mulheres mais poderosas de 2019.

Além de isso tudo, hoje ela também é vista como a pessoa mais rica de Massachusetts. Foi a única mulher a servir no Conselho do Fórum de Serviços Financeiros. Em 2015, saiu na mídia por doar o máximo possível ao candidatado presidencial republicano Jeb Bush.

3 – James Simons (US$ 22,8 bilhões)

Esse nome merece respeito. Estamos falando de um matemático, gerente de fundo hedge e filantropo, que é muito conhecido em solo americano. Nascido em Newton em 1938, Simons é PhD pela Universidade da Califórnia e formado em Instituto de Tecnologia de Massachusetts.

Esses são os 10 investidores mais ricos dos Estados Unidos
Foto: (reprodução/internet)

Foi ele quem fundou a Renaissance Technologies, um fundo nova-iorquino conhecido por usar modelos matemáticos e algoritmos para obter ganhos em investimentos. Pelo fundo, acabou sendo chamado de “o maior investidor em Wall Street”. 

Além das finanças, ele também tem méritos por ser um estudioso do assunto. Ele criou a Chern-Simons, que tem a ver com a teoria das cordas, unindo geometria e topologia com a teoria quântica de campos. Tem a sua própria fundação, a Simons Foundation. 

2 – Thomas Peterffy (US$ 22,9 bilhões)

Nascido em 1944 na Hungria, Thomas tem cidadania americana e é o fundador e atual presidente da Interactive Brokers. Sendo assim, é um empresário bilionário do setor financeiro, que já trabalhou como desenhista arquitetônico e programador de computador.

Esses são os 10 investidores mais ricos dos Estados Unidos
Foto: (reprodução/internet)

Foi responsável por desenvolver a primeira plataforma de negociação eletrônica de valores mobiliários. Assim, é considerado o húngaro mais rico da atualidade e o mais rico da Flórida também, com base em informações da Forbes.

De todo o seu patrimônio, 75% vem da Interactive Brokers, sendo que ele chegou a ser a 3ª pessoa mais rica de Connecticut. Sempre aparece no anuário da Forbes que lista as 400 pessoas mais ricas do mundo. 

1 – Warren Buffett (US$ 88 bilhões)

Para quem conhece o mínimo do mercado de investimentos norte-americano, aqui não temos nenhuma surpresa. Até mesmo porque o Buffett é um dos senhores mais carismáticos e mais inteligentes desse mercado, que fez a sua fortuna através da Berkshire Hathaway. 

Esses são os 10 investidores mais ricos dos Estados Unidos
Foto: (reprodução/internet)

Nascido em 1930 em Omaha, nos Estados Unidos, é investidor, homem de negócios e filantropo. É o presidente da Berkshire Hathaway. Começou a carreira como vendedor, depois foi analista até se tornar sócio de uma empresa. Hoje é diretor da própria empresa. 

Atualmente, a empresa dele é conhecida por ser uma das grandes investidoras de marcas como American Express, Gillette, Walt Disney e Precision Cast Parts Corp. Além disso, ele detém boa parte da Coca-Cola, da ABC, da Washington Post, da Salomon, entre outras. 

Curiosidade – Robert Frederick Smith

Robert Smith saiu na mídia nos últimos anos por ter sido considerado o investidor negro mais rico dos Estados Unidos. Na época, em 2020, ele havia somado pouco mais de US$ 4 milhões em patrimônio. É um afro americano de Denver, sendo inventor e banqueiro também. 

Esses são os 10 investidores mais ricos dos Estados Unidos
Foto: (reprodução/internet)

Formado em engenharia química, é o fundador da Vista Equity Partners e em 2020 foi quando apareceu, pela primeira vez, na lista das pessoas mais influentes do ano pela Time. 

Outros nomes da lista

É claro que há outros nomes entre os “investidores dos Estados Unidos que são mais ricos”. No entanto, eles podem ter perdido muito patrimônio nos últimos meses ou simplesmente não terem os dados atualizados de forma mais recente. 

De todo modo, vale a pena lembrar aqui deles: Stephen Schwarzman, John Paulson, Andrew Beal, Philip Anschutz, Edward Johnson III, Eli Broad, Ken Griffin, Charles Schwab, Charles Johnson e Bruce Kovner.