Furacão Hanna é rebaixado a tempestade tropical depois de chegar ao sul do Texas

ANÚNCIO

O furacão Hanna enfraqueceu-se para uma tempestade tropical, depois de atingir a costa do Golfo do sul do Texas na noite de sábado, trazendo fortes chuvas e ameaças de inundação para partes do estado que já estão sofrendo com a pandemia de coronavírus.

“Qualquer furacão é um enorme desafio”, disse o governador Greg Abbott em entrevista coletiva no sábado.

ANÚNCIO
Furacão Hanna é rebaixado a tempestade tropical depois de chegar ao sul do Texas
(Créditos: Associated Press)

“Esse desafio é complicado e se torna ainda mais severo, visto que está varrendo a área mais desafiadora no estado para o COVID-19“.

Hanna chegou no sábado à noite em Padre Island, ao sul de Corpus Christi, de acordo com o National Hurricane Center. É o primeiro furacão da temporada no Atlântico, e teve ventos de até 145 km/h, tornando-o um furacão de categoria 1 de alto nível.

No início da manhã de domingo, o furacão foi rebaixado para uma tempestade tropical, enquanto se movia para o oeste, através do sul do Texas, para o nordeste do México, de acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia de Brownsville.

ANÚNCIO

O total generalizado de chuvas está entre 102-152 mm. Ainda há a chance de 51 a 102 mm de chuva em partes do sul do Texas, bem como a chance de tornados isolados durante o resto do domingo.

Furacão Hanna é rebaixado a tempestade tropical depois de chegar ao sul do Texas
(Créditos: Associated Press)

Em Corpus Christie, parte de um píer popular foi destruído, informou a afiliada da CNN, KRIS, e as águas altas invadiram o Museu de Arte do sul do Texas.

O governador, Abbott, emitiu uma declaração de desastre para 32 municípios do estado e também emitiu uma solicitação federal de declaração de desastre de emergência. Pedindo extrema cautela, o governador Abbott alertou os moradores de todo o estado para não esquecerem o vírus por causa da tempestade.

Autoridades do condado de Hidalgo, onde estão localizadas várias das cidades afetadas, relataram hospitais sobrecarregados na semana passada, e um juiz ordenou que os moradores se abrigassem em casa, após o aumento nos casos de coronavírus e hospitalizações.

“Este é um momento consequente a um furacão em que, às vezes as pessoas se reúnem, se reúnem para se abrigar, se reúnem da mesma maneira que uma família íntima se une, como amigos se reúnem”, disse o governador Abbott.

“Essa união continuará a fornecer a capacidade do COVID-19 de transmitir de uma pessoa para outra”, alertou o governador.

Previsão de inundação com risco de vida, diz governador

Algumas das partes mais ao sul do Texas receberam mais de 300 mm de chuva, enquanto o centro da tempestade atravessava o nordeste do México, disse o meteorologista da CNN, Derek Van Dam, mas a chuva ainda não está diminuindo.

Áreas no sul do Texas podem esperar mais 127 a 254 mm de chuva, com alguns pontos localizados, chegando até 457 mm de água. Áreas ao longo do vale do Rio Grande são especialmente suscetíveis a inundações, disse Van Dam.

“A tempestade basicamente choverá sobre o extremo sul do Texas e o nordeste do México”, disse.

Os alertas meteorológicos estão em vigor pelo serviço meteorológico para áreas como a cidade de McAllen, Mission, Brownsville, San Benito, Donna, Mercedes, Raymondville e Lyford.

“Continuaremos a ver ondas dramáticas de inundações, incluindo inundações que atingirão as pessoas de repente”, disse o governador no sábado.

Enquanto isso, outro sistema tropical, que pode crescer nos próximos cinco dias, segue atrás de Hanna pelo Oceano Atlântico.

Mais de 250.000 pessoas sem energia

Ventos tropicais, provocados pela tempestade em partes do Texas, podem causar falta de energia e danos a edifícios e árvores, informou o serviço meteorológico. Há a possibilidade de breves tornados, e ainda haverá correntes perigosas e inundações nas praias localizadas ao longo da costa.

Mais de 250.000 pessoas no sul do Texas estão sem energia após a queda do furacão Hanna no sábado à tarde, de acordo com empresas de energia. Mais de 173.000 clientes estão sem energia apenas no Condado de Hidalgo, de acordo com empresas de energia locais.

Em Mission, Texas, autoridades disseram que as equipes de emergência, no domingo de manhã, já haviam sido enviadas para várias casas para distribuição de água. Um alerta de tornado foi emitido no início da manhã de domingo e autoridades informaram que milhares de moradores ficaram sem energia, depois que ventos fortes causaram danos às linhas de energia e aos sinais de trânsito.

“As equipes de eletricidade devem se abrigar devido à velocidade do vento e à chuva”, disse a Cidade das Missões no Twitter.

Furacão Hanna é rebaixado a tempestade tropical depois de chegar ao sul do Texas
(Créditos: Associated Press)

Furacão Douglas se aproxima do Havaí

Enquanto isso, uma segunda tempestade está ameaçando outro estado dos EUA, durante a segunda-feira.

O furacão Douglas, que agora se rebaixou para uma tempestade de categoria 1, afetará o Havaí, e a ilha Oahu provavelmente suportará o impacto.

A tempestade passará perigosamente perto das principais ilhas havaianas, de acordo com o National Hurricane Center e o Central Pacific Hurricane Center.

Um alerta de furacão está em vigor para Oahu, um alerta de furacão e aviso de tempestade tropical no Condado de Maui e na Ilha Grande, e um aviso de tempestade tropical em Niihau e Kauai, segundo o serviço meteorológico.

A tempestade que se aproxima está ameaçando as ilhas com ventos fortes e prejudiciais, chuva, além de deslizamentos de terra e ondas altas. Os principais efeitos serão sentidos nas próximas seis a 12 horas

Antes da tempestade, o presidente Donald Trump aprovou uma declaração de emergência para o Havaí, de acordo com um comunicado da Casa Branca.

A declaração autoriza a Agência Federal de Gerenciamento de Emergências a fornecer assistência aos condados do Havaí, Kauai e Maui e à cidade e condado de Honolulu, diz o comunicado.

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina

Fontes: 9News e CNN

ANÚNCIO