App PIS/PASEP: veja como fiz para baixar e como utilizar a plataforma

Ter a ajuda da tecnologia para serviços essenciais contribui muito para a praticidade e otimização do tempo. Lembro que para consultar qualquer coisa relativa a dinheiro e depósitos da empresa era necessário ir até uma agência bancária. 

ANÚNCIO

Com isso, perdia um bom tempo enfrentando filas quilométricas nos bancos. Por exemplo, hoje em dia eu uso o celular para fazer consulta do meu saldo do PIS, sem precisar sair de casa. Através do app Caixa Trabalhador, funcionários públicos também podem fazer a consulta do Pasep.

App PIS/PASEP: veja como fiz para baixar e como utilizar a plataforma
Fonte: (Reprodução/Internet)

Confira o que nossos leitores vão encontrar aqui nesse post:

  • Como funciona o PIS/Pasep;
  • Como é feito o pagamento;
  • Quais são as diferenças entre programas voltados ao trabalhador;
  • Como funciona o aplicativo Caixa Trabalhador;
  • Como fazer o saque pelo app Caixa Tem;
  • Avaliação dos usuários.

O que é PIS/ Pasep?

Antes de falar sobre a minha experiência com o aplicativo Caixa Trabalhador, vamos entender como funciona o PIS/Pasep. O Programa de Integração Social (PIS) e o Programa de  Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP) são iniciativas criadas pelo governo destinadas aos trabalhadores de empresas privadas e aos funcionários públicos, respectivamente.

ANÚNCIO
App PIS/PASEP: veja como fiz para baixar e como utilizar a plataforma
Fonte: (Reprodução/Internet)

Através desses programas, órgãos públicos e empresas depositam contribuições em um fundo vinculado aos empregados, o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). No caso do PIS, a Caixa Econômica Federal é a instituição que coordena o pagamento. Já o Pasep é o Banco do Brasil que realiza a distribuição dos valores.

Ao final, eles destinam-se ao pagamento de Abono Salarial e Seguro-desemprego, ambos servem como benefício de amparo ao trabalhador. Lembrando que todos os trabalhadores regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) têm direito a esses valores. 

Quem tem direito?

Para receber os valores do PIS/Pasep é necessário preencher alguns requisitos. O primeiro é ter recebido pelo menos até dois salários mínimos com a carteira assinada. Também é necessário ter trabalhado por no mínimo 30 dias consecutivos ou não. 

ANÚNCIO

Estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter os dados atualizados na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) também são requisitos. É importante informar que se você não atender a essas condições, também não irá receber o abono salarial. Isso porque os critérios são similares.

Assim como outros pagamentos coordenados pela Caixa, o resgate do PIS/Pasep segue um calendário anual. Normalmente, ele é organizado pelo mês de aniversário dos beneficiários. Por tanto, é bom ficar de olho em todas as informações para não ficar de fora. Já deixei de resgatar valores que estava precisando por não acompanhar as datas.

Cotas PIS X Abono – Qual é a diferença?

Algumas pessoas ainda confundem alguns termos que parecem ser a mesma coisa. São eles: Cotas PIS, abono e rendimento do PIS. As cotas PIS nada mais são do que contribuições especiais

App PIS/PASEP: veja como fiz para baixar e como utilizar a plataforma
Fonte: (Reprodução/Internet0

Elas foram criadas para os empregadores num formato de cota proporcional ao tempo de serviço e ao salário do empregado. Entretanto, nem todos os trabalhadores têm direito a essa cota. Apenas aqueles que estiveram ativos entre 1971 e 1988.

Já o abono salarial é um percentual que o empregado resgata anualmente. Hoje, o valor representa 1/12 do salário mínimo. Posteriormente, esse montante é multiplicado pelo número de meses trabalhados. Estar cadastrado no PIS é um dos requisitos para ter direito ao abono.

Rendimento do PIS

O rendimento do PIS era outro fator que eu tinha dúvidas. Mas na verdade é bem simples de entender. Aqueles trabalhadores que têm direito às cotas PIS podem receber montantes corrigidos conforme o saldo. Os valores corrigidos são os rendimentos do PIS. 

O saque desses percentuais obedece a mesma lógica das cotas PIS. O valor só pode ser resgatado pelos trabalhadores formais, isto é, com a carteira assinada, antes de 1988. Os empregados que contribuíram após 4 e outubro daquele ano não possuem direito.

Aplicativo Caixa Trabalhador

Agora, vamos falar sobre a minha experiência ao utilizar o aplicativo Caixa Trabalhador. O app foi lançado oficialmente em 2016 pela Caixa, como ferramenta digital prática e gratuita para o trabalhador. Trata-se de uma ferramenta muito mais informativa, do que útil no quesito sacar e transferir dinheiro. Para isso, a Caixa tem outro aplicativo que falaremos a seguir.

App PIS/PASEP: veja como fiz para baixar e como utilizar a plataforma
Fonte: (Reprodução/Internet)

A primeira impressão que tive não foi positiva, já que muitas pessoas tinham criticado o sistema da ferramenta. O fato da Caixa desenvolver vários apps com funcionalidades que poderiam estar reunidas em uma só ferramenta também não é visto como algo interessante. No entanto, ao fazer a instalação no celular, eu me surpreendi com a praticidade

Afinal, para quem se deslocava de casa e perdia tempo esperando nas filas para saber o saldo do PIS, alguns minutos na plataforma não seria um problema. O programa foi desenvolvido com soluções que tornam mais prática o acesso aos valores devidos ao trabalhador como PIS/Pasep e FGTS.

Como funciona a ferramenta

Milhares de trabalhadores possuem direito ao saque do PIS/PASEP. O pagamento acontece conforme calendário previamente divulgado. Para ter acesso a essas informações e saber os valores de saque, basta acessar o menu do app na opção “Ver Valores” após criar uma senha de acesso.

Com a ferramenta eu pude consultar dados como o saldo do PIS/Pasep, as parcelas que foram liberadas, o calendário de pagamento do benefício, o seguro-desemprego e o abono salarial. Além disso, as dúvidas que iam surgindo no decorrer do manuseio eu pude tirar na central de esclarecimentos no próprio app. 

Vantagens de ter o app Caixa Trabalhador

Para mim, uma das principais vantagens de usar o app Caixa Trabalhador é a praticidade. Imagine ter que sair de casa para só fazer a simples consulta de um saldo? Com o aplicativo instalado no celular é possível ter acesso facilitado às ferramentas de consulta e calculadora de benefícios.

App PIS/PASEP: veja como fiz para baixar e como utilizar a plataforma
Fonte: (Reprodução/Internet)

Outro ponto é a comodidade. Com apenas alguns cliques já estou por dentro dos valores que são meus por direito, sem me estressar com filas gigantes. Sem contar que existem outros apps da Caixa que também informam esses dados. 

Assim, fica mais fácil estar antenado nas atualizações e indicações de outros apps da mesma categoria. Ter acesso às informações corretas também faz toda diferença, sem ficar refém de conteúdos que não são oficiais. Com o aplicativo, você acompanha os calendários de pagamentos PIS/Pasep corretos. 

Como baixar o aplicativo no celular

O aplicativo está disponível e pode ser instalado tanto no Google Play como no Apple Store. É só acessar uma das lojas de aplicativos e digitar no campo de pesquisa “Caixa Trabalhador” e fazer o download.

Ao abri-lo, é só inserir o número do NIS e do CPF e em seguida clique em “acessar”. Caso possua saldo de PIS, será necessário criar um cadastro com senha. Os valores de pagamento estarão disponíveis para consulta em calendário divulgado.

Saque do PIS/Pasep: como fazer

O saque do PIS/Pasep pode ser feito diretamente no caixa eletrônico dos respectivos bancos responsáveis, Caixa e Banco do Brasil. No entanto, se você não possuir conta em nenhum desses bancos, pode fazer assim como eu e utilizar o aplicativo Caixa Tem.

App PIS/PASEP: veja como fiz para baixar e como utilizar a plataforma
Fonte: (Reprodução/Internet)

Assim como o próprio a Caixa Trabalhador, o Caixa Tem fornece informações sobre auxílio emergencial, PIS/Pasep, seguro-desemprego, FGTS e outros direitos devidos ao trabalhador. Porém, além de saber qual é o saldo, o usuário pode utilizar esses valores.

As funcionalidades do app são fazer transferência, compras no cartão de débito virtual ou estabelecimentos físicos, pagar boleto e solicitar saque. Da última vez que utilizei essa ferramenta, optei por fazer transferência. Não paguei taxas e levou apenas um dia útil para cair na conta do banco que sou titular.

Passo a passo para baixar o app Caixa Tem

Da mesma forma que o Caixa Trabalhador, o Caixa Tem é compatível com dispositivos Android e iOS e o download é gratuito. Caso já tenha um cadastro no site do governo federal, poderá utilizá-lo para acessar essa ferramenta. Se não tiver, rapidamente pode fazer um com o número do CPF e senha numérica de 6 dígitos.

Feito isso, estará pronto para ser utilizado. Particularmente, o Caixa Tem é um dos aplicativos mais interessantes do banco, tendo em vista que ele oferece diversas funções que podem ajudar os trabalhadores que não têm conta na instituição assim como eu. 

Ainda, quem tiver acesso a essa ferramenta, pode fazer uso do valor disponível através do PIX. Todavia, já tentei transferir um valor utilizando o serviço de pagamento instantâneo, mas não obtive sucesso. Mas não custa tentar, né?

Avaliação dos usuários 

Chegou a hora da verdade! Os aplicativos da Caixa possuem algumas coisas a serem melhoradas. Como por exemplo o interface que ainda é muito básico e sem muitos atrativos, diferente de plataformas como Nubank e Inter. Também, dependendo do dia eles dão vários bugs. Às vezes nem consigo fazer o login.

Por outro lado, eles são fáceis de usar. No Google Play, o Caixa Trabalhador tem avaliação de 3,5 estrelas. O usuário Wilson Soares da Silva informou que o app não carrega e dá erros que já foram relatados, porém os desenvolvedores não consertaram. Já o Caixa Tem, conta com avaliação de 4 estrelas e possui comentários mais positivos.