Cientistas criam estruturas impressas em 3D que podem substituir concreto

Cientistas constroem estruturas impressas em 3D a partir do solo. Esta inovação ecológica pode revolucionar o setor a potencialmente substituir edifícios de concreto.

Foto: (Captura de tela da postagem no Twitter de @shekharbiswas)

Os especialistas afirmaram que o novo método que desenvolveram poderia melhorar a indústria da construção, usando solo local para imprimir edifícios ecológicos em 3D.

A inovação foi pensada para ser uma alternativa sustentável ao concreto, responsável por cerca de 7% das emissões de dióxido de carbono.

Construir estruturas impressas em 3D que atendam aos protocolos e regulamentos de construção existentes, ainda é um desafio para a maioria dos arquitetos e engenheiros.

No entanto, Sarbajit Banerjee, professor de química e ciência dos materiais e engenharia da Texas A&M University, afirmou que a versatilidade do método lhes permitiria imprimir fachadas arquitetônicas inteiras.

Atualmente, a maioria dos edifícios e materiais primários de outras estruturas são de concreto, que não pode ser reciclado e precisa de muita energia para ser misturado e transportado para outros locais.

Os pesquisadores planejam resolver esse problema usando o tipo de solo normalmente encontrado em qualquer jardim.

“Embora o uso generalizado de concreto tenha democratizado o acesso à habitação e possibilitado o crescimento das cidades, isso tem um custo ambiental considerável”, disse Banerjee.

Como o novo método vai resolver o problema das estruturas de concreto?

Os cientistas disseram que o método de impressão 3D pode enfraquecer a questão atual dos edifícios de concreto. Eles também veem um novo tipo de construção que depende de materiais de origem natural.

Foto: (Captura de tela da postagem no Twitter de @ohne_ander)

Usando materiais naturais, os especialistas podem projetar e construir estruturas que podem se adaptar às necessidades do clima local e não apenas servir como casas pré-fabricadas.

A nova tecnologia ecológica também pode fornecer abrigos dignos para as pessoas mais necessitadas em todo o mundo.

Pode também reduzir a necessidade de transferir materiais de concreto em longas distâncias, diminuindo ainda mais o efeito ambiental dos edifícios. Banerjee disse que a equipe de pesquisa está atualmente progredindo na melhoria das capacidades de suporte de carga do solo.

Ele disse ainda que planejam usar o método para construir estruturas em outros planetas, uma vez que tiverem uma ideia melhor dos limites da nova tecnologia.

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina.

Fonte: Tech Times e The Guardian