FedEx apresenta robô autônomo para entregas rápidas nos EUA

MEMPHIS — Seguindo os passos de start-ups e empresas de tecnologia, como a Amazon, a gigante da logística FedEx anunciou o desenvolvimento de um robô autônomo para entregas rápidas. Batizada como FedEx SameDay Bot, a máquina espera autorização para começar a operar projeto piloto em algumas cidades americanas, incluindo Memphis, no Tennessee, que abriga a sede da companhia. O programa já tem parceiros de peso, como as redes AutoZone, Lowe’s, Pizza Hut, Target, Walgreens e Walmart.

De acordo com a companhia, mais de 60% das entregas realizadas nos EUA são para consumidores que vivem ou trabalham perto dos estabelecimentos, num raio de cinco quilômetros. Não são computadores e geladeiras, mas um remédio para dor de cabeça ou uma pizza para o jantar. A ideia é que o FedEx SameDay Bot assuma essa função, com entregas ágeis e autônomas.

— O FedEx SameDay Bot é uma inovação desenvolvida para mudar a face das entregas locais e ajudar logistas no atendimento eficiente das expectativas crescentes dos clientes — afirmou Brie Carere, diretor de Marketing e Comunicação da FedEx. — O robô representa um marco em nossa missão de resolver as complexidades e custos de entregas no mesmo dia, na última milha, de forma segura e sustentável.

O robô está sendo desenvolvido em parceria com a DEKA Development & Research, fundada por Dean Kamen, inventor da cadeira de rodas iBot Personal Mobility e do Segway. O FedEx SameDay Bot é pensado para trafegar por calçadas e acostamentos. Câmeras e sensores detectam obstáculos e um sistema de inteligência artificial foi ensinado a como lidar com diferentes situações, além de seguir as regras de trânsito seguro.

ANÚNCIO

— O robô tem capacidades únicas que o diferenciam de outros veículos autoônomos — disse Kamen. — Nós o construímos sobre a base do iBot, um dispositivo aprovado pela FDA para a população com deficiência que acumula mais de 10 milhões de horas de uso.

Os testes vão começar por regiões atendidas pelo serviço SameDay City, que opera atualmente em 1.900 cidades americanas. A ideia é que o robô seja um complemento aos veículos e funcionários da companhia.

Powered by WPeMatico

ANÚNCIO