Twitter lança novos recursos de segurança para evitar caos no dia da eleição

ANÚNCIO

O Twitter vai começar a tomar medidas de segurança reforçadas antes das eleições de 2020 nos EUA, anunciou a empresa na quinta-feira.

Em uma postagem de blog, o Twitter disse que funcionários do governo, membros do Congresso, campanhas políticas, grandes veículos de notícias, jornalistas, políticos e outros funcionários do governo serão solicitados a tomar medidas de segurança reforçadas antes da eleição.

ANÚNCIO

Nos próximos dias, o Twitter ativará automaticamente a proteção de redefinição de senha para essas contas, enquanto recomenda que esses usuários importantes ativem a autenticação de dois fatores. Essas contas também deverão usar senhas fortes.

“Eleitores, candidatos políticos, autoridades eleitas e jornalistas contam com o Twitter todos os dias para compartilhar e encontrar notícias e informações confiáveis ​​sobre a eleição, e levamos nossa responsabilidade para com eles seriamente”, escreveu o Twitter em um blog na quinta-feira. “Conforme aprendemos com a experiência de incidentes de segurança anteriores e implementamos mudanças, também estamos focados em manter as contas de alto perfil no Twitter seguras e protegidas durante as eleições de 2020 nos Estados Unidos.”

Foto: (Alex Castro)

Leia mais: Facebook vai parar de recomendar grupos de saúde

Esses prompts de segurança serão entregues por meio de uma notificação no aplicativo para usuários específicos relacionados a eleições.

ANÚNCIO

O Twitter diz que continuará a notificar essas contas sobre medidas adicionais que podem tomar para proteger suas contas à medida que as eleições de 2020 se aproximam.

A empresa também afirma que implementará proteções de segurança interna para essas contas, incluindo novos métodos de resposta a atividades suspeitas e recuperação de conta acelerada se ocorrerem aquisições.

O perigo das redes sociais

Durante meses, especialistas eleitorais advertiram que os atores políticos podem declarar erroneamente os resultados das eleições antes de serem finalizados, com reivindicações caóticas e potencialmente não confiáveis ​​se espalhando pelos meios de comunicação e redes sociais.

O Facebook e o Twitter mudaram suas regras para rotular ou remover postagens que declaram resultados prematuramente ou fazem alegações de fraude eleitoral.

Se contas importantes fossem hackeadas para espalhar informações incorretas, isso poderia aumentar o caos significativamente.

O novo foco em contas proeminentes segue uma das maiores violações que o Twitter sofreu em sua história. Em julho, contas pertencentes a figuras políticas como o presidente Barack Obama, Joe Biden e Michael Bloomberg foram comprometidas por hackers para uso em um golpe maciço de bitcoin.

Em resposta à violação, o Twitter bloqueou todos os novos tweets de cada usuário verificado. O anúncio de quinta-feira parece ser um esforço para evitar esse tipo de violação no futuro, conforme as eleições se aproximam.

Antes da eleição, o Twitter lançou novos recursos para ajudar os usuários a encontrar informações confiáveis.

Na terça-feira, o Twitter lançou seu hub eleitoral com informações sobre votos em inglês e espanhol. O hub aparece acima da guia Explorar para usuários dos EUA e incluirá momentos do Twitter de “agências de notícias confiáveis” e outro conteúdo, como transmissões ao vivo de debate.

Traduzido e adaptado por equipe O Mapa da Mina.

Fonte: The Verge

ANÚNCIO